​Guterres elogia compromisso com não-violência e paz

PorExpresso das Ilhas, Lusa,31 dez 2022 14:49

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres, prestou homenagem à memória do papa emérito Bento XVI, que morreu hoje aos 95 anos, elogiando o seu "tenaz compromisso com a não-violência e a paz".

"Os seus poderosos apelos à solidariedade com as pessoas marginalizadas em todo o lado e as suas exortações para reduzir o fosso crescente entre ricos e pobres são mais relevantes do que nunca", disse Guterres em comunicado.

O secretário-geral da ONU juntou-se a dezenas de outros lideres mundiais que já expressaram as suas condolências e realçaram os principais contributos de Bento XVI ao serviço da Igreja católica.

O papa emérito Bento XVI, que morreu hoje com 95 anos, abalou a Igreja ao resignar do pontificado por motivos de saúde, a 11 de fevereiro de 2013, a dois meses de comemorar oito anos no cargo.

Joseph Ratzinger nasceu em 1927 em Marktl am Inn, na diocese alemã de Passau, e foi Papa entre 2005 e 2013.

Ratzinger tornou-se no primeiro alemão a chefiar a Igreja Católica em muitos séculos e um representante da linha mais dogmática da Igreja.

Os abusos sexuais a menores por padres e o "Vatileaks", caso em que se revelaram documentos confidenciais do papa, foram casos que agitaram o seu pontificado.

Bento XVI ordenou uma inspeção às dioceses envolvidas, classificou os abusos como um "crime hediondo" e pediu desculpa às vítimas.

Durante a viagem a Portugal, em maio de 2010, Bento XVI disse que "o perdão não substitui a justiça".

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,31 dez 2022 14:49

Editado porFretson Rocha  em  23 set 2023 23:28

pub.

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.