Primeiros refugiados chegaram à Arménia

PorExpresso das Ilhas, Lusa,24 set 2023 16:54

Pelo menos 50 pessoas, consideradas refugiadas da região de Nagorno-Karabakh, chegaram à Arménia, revelaram hoje fontes oficiais arménias, citadas pela agência Associated Press.

Cerca de trinta pessoas chegaram à região arménia de Syunik, segundo contas do governador daquela região, enquanto outras 23 entraram no país, com ferimentos sofridos no ataque lançado na semana passada pelo Azerbaijão.

A 19 de setembro, o Azerbaijão anunciou o lançamento de "operações antiterroristas" no Nagorno-Karabakh, após a morte de quatro polícias azeris e de dois civis, na sequência da explosão de minas colocadas por "sabotadores" arménios, segundo Baku.

No dia seguinte, as autoridades do território secessionista, abandonado por Erevan, capitularam e foi acordado um cessar-fogo.

Pelo menos 200 pessoas morreram e 400 ficaram feridas, segundo os separatistas arménios, e Nagorno-Karabakh viu-se confrontado com uma emergência humanitária.

A população civil -- estimada em cerca de 120.000 pessoas -- diz estar a sofrer com a falta de eletricidade, gás, combustível, comunicações e até alimentos.

Na sexta-feira a Comissão Europeia anunciou uma verba de 500 mil euros para reforçar a ajuda humanitária no Nagorno-Karabakh, nomeadamente aos deslocados que fugiram dos recentes conflitos armados no enclave.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,24 set 2023 16:54

Editado porFretson Rocha  em  20 fev 2024 23:28

pub.

pub.

pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.