UE apela a cessar-fogo que acabe com "pior crise humanitária" do mundo

PorExpresso das Ilhas, Lusa,15 abr 2024 14:03

O Alto Representante da União Europeia (UE) para a Política de Segurança apelou hoje a um cessar-fogo no Sudão e acesso de apoio humanitário à população do país, há um ano em guerra.

Depois de uma intervenção numa conferência em Paris (França) sobre o conflito sudanês, Josep Borrell considerou, na rede social X (antigo Twitter), que a situação é a "pior crise humanitária no mundo".

O Alto Representante para os Negócios Estrangeiros pediu um "compromisso das partes" envolvidas no conflito "para a cessação das hostilidades" e a criação "de uma solução de paz duradoura".

Em simultâneo, Josep Borrell pediu uma "trégua humanitária" que possibilite às organizações no terreno operarem "sem constrangimentos".

Perante os participantes nesta conferência, o chefe da diplomacia europeia pediu consequências para os responsáveis pelo conflito, através de sanções, e um reforço da coordenação para mediar o conflito e deixar "menos espaço para manobras dos beligerantes".

A guerra no Sudão, que começou em 15 de Abril de 2023 e já fez pelo menos 14 mil mortos, foi desencadeada pela rebelião do grupo paramilitar Forças de Apoio Rápido contra as Forças Armadas sudanesas, dando início a um conflito que envolveu a capital, Cartum, e outras partes do país.

O conflito conduziu também a uma das piores vagas de deslocações do mundo, com mais de 8,5 milhões de pessoas deslocadas internamente e de refugiados.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,15 abr 2024 14:03

Editado porSheilla Ribeiro  em  25 mai 2024 8:20

pub.

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.