Igreja católica quer Educação Moral e Religiosa nas escolas já em 2019

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,11 abr 2018 10:27

A Igreja Católica quer começar as aulas de Educação Moral e Religiosa nas escolas públicas, conforme previsto no acordo jurídico assinado entre Santa Sé e o Estado de Cabo Verde.

O tema foi analisado durante a última reunião do Conselho Presbiteral da Diocese de Santiago, realizada na semana passada, e a perspectiva é que disciplina seja implementada já no ano lectivo 2019/2020.

“O Conselho Presbiteral analisou a proposta da previsão orçamental, elaborada pela Comissão Diocesana para Educação Cristã, a ser apresentada ao Governo tendo em vista a implementação da disciplina no ano lectivo 2019/20”, refere um comunicado enviado à imprensa.

Segundo avança a Inforpress, durante o encontro, que reuniu padres de todas a paróquias da diocese e o cardeal e bispo Dom Arlindo Furtado, decidiu-se também pela criação de uma pastoral dos imigrantes como forma de dar mais atenção aos imigrantes católicos, sobretudo, os de origem africana, residentes em Cabo Verde.

De acordo com o comunicado essa decisão decorreu de uma preocupação apresentada ao cardeal Dom Arlindo Furtado e ao Conselho Presbiteral pelo padre Justin, missionário espiritano da origem nigeriana.

“Esses católicos sentem falta de uma atenção pastoral da parte da igreja e acabam por ficar marginalizados ou ingressam nas seitas. Assim, o Conselho achou por bem que o senhor cardeal indigite o referido missionário como capelão dos imigrantes, sobretudo de língua inglesa, tendo em conta a integração na pastoral de uma paróquia”, refere o documento.

O escutismo católico, a pastoral da juventude, a formação na área da protecção dos menores, a pastoral da comunicação social foram outros aspectos analisados durante o encontro.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,11 abr 2018 10:27

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  16 nov 2018 3:23

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.