Governo reforça capacidade do país no combate ao tráfico de pessoas

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,11 jun 2018 8:03

O Governo quer equipar o país com “respostas adequadas” ao tráfico de pessoas. É com este objectivo que o executivo, através do Ministério da Justiça e Trabalho promove, de hoje a 15 de Junho, uma formação nacional sobre tráfico de pessoas: investigação e acusação de casos de tráfico de pessoas.

Segundo uma nota de imprensa do Governo, a ideia é contribuir para o reforço das capacidades nacionais na prevenção, detenção e combate a casos de tráfico de pessoas.

O acto, que acontece no âmbito do Plano Nacional Contra o Tráfico de Pessoas, aprovado recentemente pelo Conselho de Ministros, conta com assistência técnica do escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (ONUDC) e o financiamento do Departamento de Estado dos Estados Unidos da América, “visa contribuir para o reforço das capacidades nacionais na prevenção, detenção e combate a casos de tráfico de pessoas, e assim equipar o país com respostas adequadas a este tipo e crime que deriva da exploração dos seres humanos”.

Segundo o mesmo documento, a formação destina-se a 40 participantes, entre os quais procuradores, juízes, Polícia Judiciária, Polícia Nacional, Direcção Geral da Política de Justiça ONG/OBCs, profissionais de saúde e instituições relevantes. O acto acontece em duas fases: a primeira, sobre investigação, acusação e julgamento de casos com abordagem centrada nas vítimas, e a segunda sobre a protecção e assistência às vítimas, apoio psicossocial e reinserção social, prevenindo a revitimização.

A abertura da formação, que irá decorrer entre 11 e 15 deste mês, no Centro de Formação da Polícia Judiciária, na cidade da Praia, vai estar a cargo da ministra da Justiça e trabalho, Janine Lélis. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,11 jun 2018 8:03

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  12 jun 2018 7:33

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.