Incentivo do Estado aos jornais já está decidido

PorExpresso das Ilhas,20 jun 2018 0:17

Incentivar a criação, a sustentabilidade, a competitividade e a inovação são os objectivos
Incentivar a criação, a sustentabilidade, a competitividade e a inovação são os objectivos

10 mil e 300 contos é o montante global atribuído aos órgãos de comunicação social cabo-verdianos pelo governo.

Este incentivo do Estado, lê-se no despacho conjunto dos ministérios da Cultura e das Indústrias Criativas e das Finanças, tem por objectivos incentivar a criação, a sustentabilidade, a competitividade e a inovação dos órgãos de comunicação social nacionais.

O subsídio é atribuído aos jornais impressos e digitais, com 8 mil 117 contos a serem distribuídos pelas edições em papel e 2 mil 183 contos repartidos pelo digital.

O financiamento ajuda a custear despesas como as telecomunicações, o preço do papel, as deslocações, a modernização tecnológica e os estagiários.

O Expresso das Ilhas é o jornal que mais dinheiro recebe, com 3 mil 668 contos para a edição impressa e 753 contos para a edição digital. Segue-se o A Nação, com 2 mil 140 contos para a edição impressa e 548 contos para a edição digital. A Alfa Comunicações, empresa pertencente ao Grupo Alfa, dono também do jornal A Nação, terá direito a mil e 100 contos. Ainda em relação aos jornais impressos, o Terra Nova recebe 257 contos e a Artiletra 936 contos.

Nos jornais exclusivamente digitais, o Mindelinsite tem direito a 427 contos, o Notícias do Norte a 299 contos e o Santiago Magazine recebe 154 contos.

Para receberem estes incentivos, os órgãos de comunicação social têm de ter contabilidade organizada, comprovar a sua situação perante o INPS e as Finanças e apresentar projectos de combate à iliteracia e que promova, a modernização tecnológica do sector.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,20 jun 2018 0:17

Editado porJorge Montezinho  em  20 jun 2018 15:51

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.