São-vicentinos marcharam contra "as fomes de hoje"

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,5 jul 2018 14:16

1

Cerca de uma centena de são-vicentinos manifestou-se este 5 de Julho contra “as fomes”que afligem a ilha e o país, de um modo geral. Numa reedição da marcha da fome do capitão Ambrósio, os manifestantes percorreram as ruas do Mindelo, desde a Ribeira Bote até à avenida Marginal, vestidos de negro, empunhando a bandeira negra da fome.

No final do trajecto, em declarações à imprensa, Salvador Mascarenhas, um dos rostos do movimento Sokols, que promoveu a iniciativa, disse que 43 anos depois da independência há muita coisa que ainda está mal.

“Nos 43 anos de independência verificamos que muita coisa está mal e que nalgumas coisas andámos para trás (...) a fome de justiça, emprego, de saúde e, principalmente, fome de autonomia. Pensamos que se as ilhas todas tiverem autonomia, Cabo Verde terá um futuro muito mais próspero e estas fomes irão desaparecendo”, aponta Mascarenhas.

Na mesma linha, Filomena Rodrigues, activista, lamenta a forte dependência que o país ainda tem das ajudas externas e sublinha que os sucessivos governos não souberam planear bem o desenvolvimento sustentável.

“Tínhamos capacidade para estarmos melhor. Os sucessivos governos foram resolvendo os problemas nos joelhos. Não fizeram uma planificação correcta e organizada, os orçamentos de Estado não são distribuídos como deve ser. É pouco, mas se fosse bem distribuído teríamos feito melhor do que está a ser feito”, assegura.

A marcha começou no Centro Social de Ribeira Bote, via Avenida Capitão Ambrósio, em direcção à Rua de Lisboa e terminou na Avenida Marginal, no estacionamento do Centro de Pequenas Encomendas da Enapor.

Este foi o terceiro protesto de rua organizado pelo movimento Sokols, depois das manifestações de 5 de Julho de 2017 e 13 de Janeiro deste ano. Foi também aquele que registou menor adesão popular. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,5 jul 2018 14:16

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  23 set 2018 3:22

1

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.