ONU pede empenho para país alcançar objectivos de desenvolvimento

PorExpresso das Ilhas, Lusa,24 out 2018 8:28

Ana Patrícia Graça
Ana Patrícia Graça(Inforpress)

​As Nações Unidas afirmaram terça-feira que Cabo Verde está "acima da média" africana nos progressos para alcançar os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), mas pedem empenho de todos para o país atingir todos as metas definidas até 2030.

As considerações foram feitas à imprensa, na cidade da Praia, pela coordenadora residente da Organização das Nações Unidas (ONU) em Cabo Verde, Ana Patrícia Graça, durante o lançamento de uma campanha nacional de promoção dos ODS e da Agenda 2030.

A coordenadora disse que, tanto no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), como no ranking dos ODS, Cabo Verde está "acima da média" africana e é o quinto país do continente em termos de progressos para esses objectivos.

O mais importante, acredita, é o empenho e o comprometimento de todos os cidadãos do país nesta causa.

"Do Governo, do sector privado, dos municípios, da sociedade civil, em continuar a trabalhar ao longo dos próximos 12 anos para garantir que aqueles objectivos que são mais importantes para o país, seja acesso à educação, à saúde, energia, água saneamento, ambiente, recursos naturais preservados, sejam alcançados, de preferência antes de 2030", pediu Ana Patrícia Graça.

A campanha de informação e sensibilização das populações é uma iniciativa do Governo cabo-verdiano e foi lançada na cidade da Praia, no âmbito da celebração do dia das Nações Unidas, que se assinala esta quarta-feira.

Sob o lema "Nós todos somos ODS", a iniciativa vai até final do ano com a realização de várias actividades em todo o país, de informação e sensibilização, para que todos os cidadãos cabo-verdianos possam saber o que são esses 17 objectivos e a sua importância para o país.

"A agenda foi subscrita pelo Governo, mas a sua implementação é um compromisso de todos. O que se pretende mostrar de forma efectiva e na prática é que para conseguirmos alcançar os ODS é importante que estejam engajados a sociedade civil, o setor privado, as comunidades, para que ninguém fique de fora", disse Francisca Santos, conselheira do primeiro-ministro e representante de Cabo Verde.

O bairro de Castelão foi o pioneiro da campanha e o primeiro onde foi inaugurado o Mural dos ODS, com desenhos e inscrições de todos os objectivos feitos pela comunidade local.

Francisca Santos salientou a importância de envolver as comunidades locais e os seus habitantes, notando que são eles que vão transmitir àqueles que têm responsabilidade de governar quais são as suas prioridades e necessidades.

Durante o dia estão a ser realizadas várias actividades na cidade da Praia, que vão culminar com a Acção Lanterna, onde serão lançadas, em Kebra Canela, 17 lanternas acesas, simbolizando os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Erradicar a pobreza e a fome, melhorar o acesso e a qualidade dos serviços de saúde e de educação, reduzir as desiguldades, promover as energias renováveis e as cidades sustentáveis, são algumas das 17 metas dos ODS até 2030.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,24 out 2018 8:28

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  16 jul 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.