Transfusões de sangue são seguras, garante director o Banco de Sangue do HAN

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,14 jun 2019 8:08

​O director do Banco de Sangue do Hospital Agostinho Neto (HAN), Carlos Neves, garante que as transfusões de sangue feitas no hospital central são seguras para o doador e para o paciente.

Em entrevista à Inforpress, a propósito das celebrações de 14 de Junho, Dia Mundial do Doador de Sangue, que este ano se celebra sob o lema “Sangue Seguro Para Todos”, Carlos Neves explica que, antes de fazer uma colheita, o doador passa por uma triagem clínica, na qual responde a questões sobre doenças dos antepassados e situações pessoais por que tenha passado.

Para além disso, prossegue, o doador é submetido a exames de coração, pulmão, hemoglobina, pressão arterial e outros exames que forem necessários, nomeadamente para despiste de doenças sexualmente transmissíveis. 

“Deve-se saber se o doador é condicionado pelas drogas, alcoolismo, uso de algum medicamento e outros problemas que possam existir e que podem ter repercussão no paciente e pôr em causa a doação”, esclarece.

Um homem pode fazer até quatro doações por ano. A mulher, três. O doador deve ter entre 18 a 65 anos e ter 50 ou mais quilos.

Este ano o Dia Mundial do Doador de Sangue decorre sob o lema “Sangue seguro para todos”. A propósito da data, o Banco de Sangue do HAN realiza hoje uma palestra sobre a temática, em parceria com o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,14 jun 2019 8:08

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  20 ago 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.