Cabo Verde estará presente na 74ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas

PorDulcina Mendes,23 set 2019 14:44

O Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva estará presente na 74ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque. Esta informação foi avançada esta segunda-feira, pelo Ministro do Estado, Fernando Elísio Freire, numa conferência de imprensa.

O Chefe do Governo sobe ao púlpito no início da tarde desta sexta-feira, 27, e irá levar uma mensagem sobre os desafios dos SIDS - Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento.

Segundo Fernando Elísio Freire a presença de Cabo Verde nos grandes palcos mundiais é uma oportunidade para o nosso desenvolvimento social e para o crescimento da nossa economia local. “E representa também a confiança, a credibilidade e o reconhecimento que hoje o povo cabo-verdiano granjeia nos quatros cantos do mundo e junto dos mais relevantes líderes mundiais. Hoje Cabo Verde está nas bocas do mundo pelas melhores razões”, cita.

Conforme disse, nas Nações Unidas, o Primeiro-Ministro irá transmitir o comprometimento de Cabo Verde em dinamizar os esforços multilaterais para a erradicação da pobreza, a educação de qualidade, a acção contra as mudanças climáticas e a inclusão. “Nas Nações Unidas iremos dizer que Cabo Verde irá cumprir os objectivos do desenvolvimento sustentável principalmente na parte das mudanças climáticas”.

Para Fernando Elísio Freira, a presença de Cabo Verde nas Nações Unidas é também uma enorme oportunidade para o país demonstrar que está a implementar políticas públicas para a erradicação da pobreza e redução das desigualdades.

“A nossa presença nas Nações Unidas será também uma oportunidade para reivindicarmos a nossa história como país que sempre contribuiu para o multilateralismo, para o diálogo e para o consenso. Estamos convictos que esta semana nas Nações Unidas todos reconhecerão a ambição do nosso povo, da nossa resiliência e do nosso inconformismo”, indica.

O Ministro do Estado anunciou ainda que Cabo Verde é um dos países candidatos a ganhar dois prémios: o Prémio Cidades Saudáveis e o Prémio de Educação Sustentável. “O facto de estarmos referenciados para os prémios são sinais de que estarmos a ter resultados das nossas políticas”, frisa.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,23 set 2019 14:44

Editado porAndre Amaral  em  24 set 2019 12:32

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.