Novo presidente do conselho de administração da RTC garante “isenção e imparcialidade” no exercício das suas funções

PorInforpress,30 jun 2020 8:32

O presidente do conselho de administração da RTC indigitado pelo Conselho Independente (CI) disse esta segunda-feira que está fora dos seus planos um eventual despedimento dos trabalhadores e garante “isenção e imparcialidade” no exercício das suas funções.

“Queremos estimular todos os trabalhadores e a questão do despedimento está fora de questão”, assegurou Policarpo de Carvalho, que foi indicado, por unanimidade, para exercer as funções de PCA da Radiotelevisão Caboverdeana.

Policarpo de Carvalho fez essas considerações à Inforpress à margem da audição na Primeira Comissão Especializada dos Assuntos Constitucionais, Direitos Humanos, Segurança e Reforma da Estado (CEACDHSRE), presidida pelo deputado do Movimento para a Democracia (MpD-poder), João Gomes

Durante a audição, o novel PCA da RTC prometeu esforços no sentido de se vender “mais serviços” de rádio e televisão em Cabo Verde, defendendo um “jornalismo de especialização” nos dois órgãos públicos.

Na sua perspectiva, a TCV deve seguir os caminhos de uma televisão global e passar a apresentar “serviços diferenciados”.

“Estamos a falar de um canal que ainda hoje é generalista. É preciso fazer muito mais dentro da RTC e dar um contributo maior à cidadania e a Cabo Verde”, lançou Policarpo de Carvalho.

Indagado pelo deputado do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição), Walter Évora, se não teme a falta de “isenção e imparcialidade”, tendo em conta o seu “historial político” em relação ao MpD, afirmou que o parlamentar, o seu partido e a bancada podem “ficar tranquilos”.

“Antes de ter iniciado uma carreira política, sou gestor de carreira e, enquanto tal, o que me move são as minhas responsabilidades, a isenção, o rigor, a transparência e a imparcialidade que decorrem do meu carácter pessoal, enquanto ser humano”, precisou.

“Temos a noção superior das coisas e suficiente para garantirmos aquilo que, eventualmente, é a sua dúvida”, sublinhou, referindo-se ao deputado do maior partido da oposição.

Durante a sua primeira audição na CEACDHSRE, Policarpo de Carvalho prometeu uma Rádio e uma Televisão públicas que que dêem “maiores contributos” para a ciência, a educação e a cultura e a enveredarem- pelo jornalismo de investigação e “contribuir ainda mais para opiniões diferentes entre as pessoas”.

Instado pelo deputado do MpD, João Gomes, a pronunciar-se sobre a iniciativa do Governo em permitir que o CA da RTC seja nomeado por um Conselho Independente, disse que com esta medida se pretendeu uma “imprensa livre dos poderes políticos”.

“Espero que nenhum partido político venha a fazer pressões sobre o Policarpo de Carvalho”, avisou.

O novo CA da RTC é integrado ainda pela jornalista Margarida Fontes e pelo engenheiro Carlos dos Reis.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Inforpress,30 jun 2020 8:32

Editado porSara Almeida  em  4 jul 2020 22:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.