“Aumento de tempo de espera dos resultados está relacionado com aumento das amostras” - INSP

PorDulcina Mendes,7 jan 2022 14:01

​A presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP) disse hoje que o facto do laboratório central de virologia da Praia estar a receber mais de 800 amostras por dia para processar pela técnica PCR-RT é a principal causa do aumento de tempo de espera dos resultados. Maria da Luz Lima fez essa afirmação em entrevista à RCV.

“Os laboratórios de virologia que processam as amostras pela técnica PCR-RT têm dado resposta em 24 a 48 horas. Esta situação mantém-se em todas as ilhas, excepto aqui na ilha de Santiago. Os laboratórios de São Vicente, Fogo, Sal e Boa Vista têm dado resposta no tempo previsto,”, indica.

Segundo disse, o que tem acontecido é que a demanda tem aumentado muito, sendo que têm entrado em média na Praia cerca de 800 amostras por dia, incluído da delegacia de Saúde da Praia e de todas as delegacias e centros de saúde do interior de Santiago. 

Maria da Luz Lima anunciou que já está activado um segundo laboratório para casos COVID-19 ou de entomologia médica, mas mesmo assim a demanda é elevada para a capacidade de resposta diária dos dois laboratórios.

“Por isso, tem havido algum atraso nas respostas aos exames solicitados, porque a técnica PCR não é uma técnica de resposta imediata. Tem um conjunto de procedimentos. É uma técnica Padrão Ouro para o diagnóstico de COVID-19, e é uma técnica muito sensível e específica, então tem esses procedimentos que tem que ser respeitados, então demora mais tempo para sair o resultado”, explica.

Por outro lado, citou que além da sobrecarga horária dos dez técnicos dos dois laboratórios que estão a trabalhar até à meia noite há ainda o problema da falta de reagentes para o extractor automático o que faz com que todo o procedimento seja feito manualmente.

“Há um grupo de reagentes que está em Portugal, mas tem havido alguma dificuldade de transporte desses reagentes para a Praia, porque as companhias aéreas têm referido que têm estado com muita demanda de passageiros. Mas acreditamos que rapidamente estarão aqui na Praia”, sublinha.

Quanto aos reagentes para extractor automático, disse que podem reduzir um pouco o tempo de espera, “mas em todo o mundo, quando aumentam as amostras, o tempo para a liberação dos resultados aumenta também e Cabo Verde não é excepção”.

A presidente do INSP está, contudo, convencida de que a situação vai melhorar com a chegada dos reagentes que se prevê acontecer ainda durante este mês de Janeiro.

Para Maria da Luz Lima, além dos reagentes, o recrutamento de mais técnicos de laboratório vai melhorar a situação.

Esta quinta-feira, 6, Cabo Verde registou mais 1387 casos novos de SARS-Cov-2 e 3 óbitos.

De acordo com a última actualização, o país conta com 5466 casos activos, 41525 casos recuperados, 358 óbitos, 18 óbitos por outras causas e 9 transferidos, perfazendo um total de 47376 casos positivos acumulados.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,7 jan 2022 14:01

Editado porSara Almeida  em  16 jan 2022 23:21

pub.

pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.