​Governo realça "quadro político" para uma boa cimeira

PorExpresso das Ilhas, Lusa,16 jul 2018 11:38

Luís Filipe Tavares
Luís Filipe Tavares

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Filipe Tavares, considerou hoje estarem criadas "todas as condições e o quadro político" para uma boa cimeira da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

"Todas as condições e o quadro político estão criados para termos uma boa reunião de ministros da CPLP e prepararmos convenientemente a reunião dos chefes de Estado e de Governo da nossa comunidade", disse Luís Filipe Tavares.

O chefe da diplomacia cabo-verdiana, que irá assumir a presidência do Conselho de Ministros para o biénio 2018-2020, falava aos jornalistas à entrada para a reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros, que antecede a cimeira de chefes de Estado e de Governo de terça e quarta-feira.

O encontro arrancou hoje de manhã, no hotel Hilton, em Santa Maria, ilha do Sal, rodeado de medidas de segurança e com restrições de acesso dos jornalistas aos trabalhos da reunião.

"Há uma grande expectativa em relação a esta cimeira. Cabo Verde trabalhou durante meses para preparar esta reunião e acredito que, das conversas que já tive com os meus colegas nos bastidores, todas as condições estão reunidas e acredito que vamos ter uma boa cimeira", sublinhou.

Assinalando o "ambiente distendido e convivial" nos bastidores, Luís Filipe Tavares adiantou que todos os ministros dos Negócios Estrangeiros da CPLP marcam presença na reunião, de onde deverá sair uma recomendação para os chefes de Estado e de Governo sobre os temas que irão marcar a presidência cabo-verdiana da comunidade.

O encontro de ministros dos Negócios Estrangeiros decorre durante todo o dia de hoje, com uma agenda que inclui a apresentação do candidato apresentado por Portugal para secretário executivo da CPLP 2019-2020, Francisco Ribeiro Teles.

Se não houver objecções, o candidato será recomendado para eleição pela cimeira.

Prevista está igualmente a apresentação do candidato designado pela Guiné-Bissau para assumir o cargo de director executivo do Instituto Internacional de Língua Portuguesa (ILLP) (2019-2020).

A apresentação dos relatórios da presidência brasileira da organização, que agora termina, do secretariado executivo e do ILLP fazem também parte da agenda, que prevê igualmente espaço para debate político entre os chefes das diplomacias lusófonas e intervenções dos observadores associados e consultivos, organizações internacionais e do presidente da Confederação Empresarial da CPLP, Salimo Abdula.

Cabo Verde assume nesta cimeira a presidência da CPLP por dois anos com o lema "Cultura, pessoas e oceanos".

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,16 jul 2018 11:38

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  21 nov 2018 3:23

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.