​Luxemburgo quer estatuto de observador da CPLP

PorExpresso das Ilhas, Lusa,31 mai 2018 6:59

Jorge Carlos Fonseca
Jorge Carlos Fonseca

O Presidente da República Jorge Carlos Fonseca disse ter recebido ontem do Luxemburgo o pedido para ser observador associado da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), sublinhando o crescente número de países que procuram maior aproximação à organização.

"É um óptimo sinal de vitalidade o número de países e instituições que querem o estatuto de observador associado [da CPLP]. Recebemos agora [o pedido] do Luxemburgo", disse Jorge Carlos Fonseca.

O Presidente da República falava ontem, na cidade da Praia, numa conferência de imprensa para antecipar a viagem de dois dias que realiza a Portugal, após ter recebido em audiência o ministro dos Negócios Estrangeiros do Luxemburgo que está de visita a Cabo Verde.

O chefe de Estado apontou também o interesse já manifestado pela França, por Israel e pela Turquia para se tornarem observadores da comunidade lusófona.

Considerou, por outro lado, que a cimeira de chefes de Estado e de Governo da comunidade, que Cabo Verde recebe em Julho, deve representar "um salto" na organização.

"Há grandes expectativas nas opiniões públicas e da parte dos estados de que a cimeira de Cabo Verde possa representar um catapultar da CPLP para uma maior intervenção no plano das relações internacionais, do reforço de credibilidade e do prestígio, mas também que se transforme numa comunidade de povos, de cidadãos", sustentou.

O chefe de Estado considerou, por isso, que tal "implica um salto relativamente à mobilidade e à circulação das pessoas no seio da comunidade".

"Estamos esperançados que poderemos sair do Sal com um avanço desse ponto de vista", acrescentou.

Jorge Carlos Fonseca disse ainda que está já confirmada a presença dos nove chefes de Estado dos países membros da CPLP na cimeira de 17 e 18 de Julho no Sal, adiantando que o primeiro-ministro português António Costa também já confirmou a presença.

Relativamente à deslocação a Portugal, que decorre a 01 e 02 de Junho, Jorge Carlos Fonseca explicou que irá participar, no Porto, na conferência que assinala os 130 anos da criação do Jornal de Notícias, cujo tema é "A língua portuguesa enquanto activo estratégico".

Irá ainda deslocar-se a Bragança, onde estudam entre 600 e 800 alunos cabo-verdianos, para uma visita ao instituto politécnico daquela cidade.

Cabo Verde assume em Julho e por dois anos a presidência rotativa da CPLP.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,31 mai 2018 6:59

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  19 nov 2018 3:22

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.