Primeiro-ministro empossa membros do Conselho Consultivo da Juventude

PorSheilla Ribeiro,14 fev 2020 15:14

Cerca de 20 jovens foram hoje empossados para exercerem, durante dois anos, a função de Conselheiros do Primeiro-ministro no Conselho Consultivo da Juventude (CCJ).

No seu discurso, durante a cerimónia de empossamento, Ulisses Correia e Silva, partilhou as prioridades na agenda que serão definidas e trabalhadas em conjunto com o CCJ. 

Reduzir de uma forma significativa o número de jovens sem educação, sem formação e sem emprego, é a primeira prioridade de acordo com o Chefe do governo. Essa meta deverá ser alcançada, conforme avançou, através da eliminação de qualquer barreira a entrada nas escola, com o “acesso facilitado, qualidade da educação, massificação das ofertas de qualificação profissional e inclusão social das famílias".

A segunda prioridade refere-se a uma educação de excelência e qualificação profissional, de modo a formar jovens com “perfil adequado” à economia de conhecimento, economia digital e sustentabilidade ambiental.

“ A terceira grande prioridade é o desenvolvimento local e regional. Para reduzirmos as assimetrias regionais, dinamizar a economia das ilhas, torná-las com maior capacidade de criação de riqueza, rendimento e emprego. É lá, nas nossas ilhas, que os jovens querem continuar a viver, desenvolver a sua actividade profissional, constituírem família”, discursou Ulisses Correia e Silva.

Por sua vez, a representante dos conselheiros, Janice da Graça, apresentou gratidão, compromisso, representatividade, excelência e exigência como votos do CCJ.

“Um voto de excelência. Nós comprometemo-nos como profissionais a estar aqui não como jovens e o público-alvo a ser apoiado mas como jovens com uma capacidade profissional, formação, vontade e compromisso com o país para dar o nosso melhor para o desenvolvimento desta nossa terra”, garantiu.

Janice da Graça assegurou ainda que os conselheiros acompanharão as políticas que propuserem, além do seguimento das recomendações que enviarem no intuito de ver políticas e acções concretas.

O CCJ foi criado através da resolução nº95/2017 de 22 de Agosto e funcionará como uma plataforma de comunicação dos jovens junto do Primeiro-Ministro.

Foram seleccionados cerca de vinte jovens de todas as ilhas do país e representantes da Diáspora, nomeadamente Portugal, EUA e São Tomé e Príncipe, para exercerem, durante dois anos, a função de Conselheiros do Primeiro-ministro no Conselho Consultivo da Juventude (CCJ).

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,14 fev 2020 15:14

Editado porSara Almeida  em  18 set 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.