Covid-19: Governo garante esforços na mobilização de recursos para obtenção de vacinas

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,6 abr 2021 7:01

1

O secretário de Estado das Finanças, Gilberto Barros, afirmou esta segunda-feira que o plano de vacinação contra a covid-19 está a avançar e garantiu esforços do Governo na mobilização dos recursos junto do Banco Mundial.

O governante falava à imprensa após um encontro que manteve com responsáveis do Banco Mundial, que decorreu na tarde de ontem na sala de conferências do Ministério das Finanças, como “um dos pontos principais” da agenda de operacionalização do plano de vacinação contra a covid-19.

“Este plano, liderado pelo Ministério da Saúde, está a avançar e estamos em articulação todos os dias”, precisou Gilberto Barros, que indicou que o papel do Ministério das Finanças é garantir a mobilização dos recursos.

Cabo Verde, continuou, é o “primeiro País do mundo” que obteve financiamento do Banco Mundial, portanto, avançou, os recursos financeiros “estão lá, mas além dos recursos financeiros” há que obter as vacinas.

O propósito do Governo é atingir 70 por cento (%) da população cabo-verdiana com mais de 18 anos, clarificou o secretário de Estado, lembrando que os 30% remanescentes são menores de 18 anos.

“No momento não há uma vacina no mundo aprovada para ser utilizado em crianças com menos de 18 anos”, concretizou a mesma fonte.

Gilberto Barros considerou “desafiante” para Cabo Verde as negociações para a aquisição das vacinas, tendo em conta o contexto actual da pandemia que exige “criatividade e controlo”, daí o facto de Cabo Verde associar-se ao Banco Mundial de forma a ter poder de negociação “para baixar os preços”, mas também para garantir “tudo aquilo que é qualidade de um produto tão sensível”.

A mesma fonte destacou a parceria de “referência e excelência” entre Cabo Verde e o Banco Mundial.

Entre os assuntos da agenda da reunião com o Banco Mundial constaram áreas como as privatizações, as energias renováveis, a economia digital e o desenvolvimento urbano.

Cabo Verde, através do Conselho de Ministros, aprovou o Plano Nacional de Introdução e Vacinação contra a covid-19, através da resolução 18/2021, publicada no Boletim Oficial da República nº 19, de 18 de Fevereiro.

De acordo com o plano, a vacina será gratuita, devendo imunizar os cabo-verdianos da doença, pelo que o Ministério da Saúde e Segurança Social, através do mecanismo Covax Facility, fará a aquisição de todas as vacinas contra a covid-19 com “reconhecidas eficácia e segurança,” aprovadas segundo a autorização temporária de uso emergencial da OMS.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,6 abr 2021 7:01

Editado porAndre Amaral  em  16 abr 2021 9:19

1

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.