É hoje! Grupos oficiais invadem Rua de Lisboa

PorRádio Morabeza,13 fev 2018 9:24

Os quatro grupos oficias que vão a concurso no Carnaval de São Vicente desfilam esta tarde, enchendo a cidade de ritmo e cor.

Este ano os desfiles começam mais tarde, com abertura reservada ao grupo Monte Sossego, às 15:30. Meia hora mais tarde, Cruzeiros do Norte pisa o asfalto da cidade do Mindelo, seguido do Vindos do Oriente. Flores do Mindelo fecha o Carnaval 2018, com arranque previsto para às 17 horas. A ordem de saída foi ditada por sorteio realizado pela Câmara Municipal de São Vicente.

Para o Carnaval 2018, o Grupo Carnavelsco de Monte Sossego escolheu como tema “As grande civilizações”. O desfile será ao ritmo de “Nação Motsu”, de Constantino Cardoso. O grupo leva três carros alegóricos, 1.600 figurinos e 16 alas.

De Cruz João Évora, outro grupo emblemático, o Cruzeiros do Norte. Para as artérias da cidade, a direcção espera levar 800 figurantes e três carros alegóricos, sob o lema “Vencer as misérias humanas é sobreviver”. O grupo tem 10 alas. João Carlos Silva, que também assina a música, será mais uma vez o mestre-sala.

“África mãe da humanidade” é o tema que o grupo Vindos do Oriente, campeão em título, apresenta este ano. Vindos do Oriente leva para as ruas do centro histórico três carros alegóricos e um total de 12 alas. Kiddy Bonz será o rei do Carnaval do grupo da ‘Morada’.

Flores de Mindelo decidiu, este ano, relembrar as brincadeiras tradicionais de Cabo Verde. Bem a propósito, a presidente do grupo, Ana Soares, diz que o enredo deste ano é “Duna, duna, trina, catarina berimbau são deus”. O grupo deve apresentar entre 400 e 600 foliões, distribuídos em 14 alas. A música “Brincadeira de Outrora”, de Vadi Soares, fala das brincadeiras tradicionais, numa época em que as crianças parecem mais preocupadas com a tecnologia.

A anteceder os desfiles dos grupos que vão a concurso, Samba Tropical desfilou na noite desta segunda-feira e encheu a cidade do Mindelo de ritmo e cor. Cesária Évora foi a homenageada. “30 anos de Escola de Samba Tropical, São Vicente veste-se de gala para receber Cesária Évora, sua vida e sua obra” foi o enredo que deu o mote ao desfile, contado em torno da vida da ‘diva dos pés descalços’.

O grupo desfilou com mais de mil foliões, ao som da música oficial do grupo, “Tchon Sagród”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Rádio Morabeza,13 fev 2018 9:24

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  20 ago 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.