​Vindos do Oriente ameaça não participar no Carnaval 2019

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,15 nov 2018 20:33

1

O grupo Vindos do Oriente pondera não participar no carnaval mindelense de 2019. Em causa, a insatisfação do bicampeão do Carnaval de São Vicente com as decisões administrativas da Liga Independente dos Grupos Oficiais do Carnaval (LIGOC), nomeadamente o novo trajecto do desfile oficial.

A presidente do grupo, Lili Freitas, em conferência de imprensa na tarde desta quinta-feira, disse que a forma como o evento está a ser pensado não condiz com a visão do seu grupo.

“O caminho que o Carnaval está a tomar não é o nosso, que era divertir, desenvolver o Carnaval mindelense. Não queremos estar a comparar com nenhum outro país. O Carnaval está a fugir da nossa realidade, e o Vindos do Oriente não compactua. Então, infelizmente o Vindos do Oriente está disposto a fazer a sua retirada do Carnaval do desfile deste ano. Não conseguimos enquadrar-nos nas decisões administrativas da LIGOC”, explica.

Lili Freitas considera que a LIGOC está a desrespeitar o Carnaval de São Vicente, principalmente devido ao Estatuto que, segundo diz, é importado.

“O problema é que a liga não produziu um Estatuto do Carnaval Mindelense. Temos um estatuto importado – da LIESA [Liga Independente das Escolas de Samba] do Rio de Janeiro, Brasil, que foi posto em cima da mesa e adaptado”, diz.

Contactado pela Rádio Morabeza, o presidente da Liga Independente dos Grupos Oficiais do Carnaval, Marco Bento estranha a decisão do grupo carnavalesco. O responsável afirma que o Estatuto foi elaborado em dois anos, reflecte o carnaval mindelense, e contou com a colaboração do Vindos do Oriente.

“O grupo Vindos do Oriente participou na elaboração dos estatutos da LIGOC e até hoje nunca diferiu ou teve uma posição contrária da Liga. Para nós, é uma surpresa e vamos esperar até que as pessoas se pronunciem directamente e formalmente com a Liga para sabermos o que está a acontecer. O estatuto foi trabalhado durante dois anos e não há adaptação nenhuma. É um estatuto que reflecte, realmente, o carnaval de São Vicente", afirma.

Quanto ao novo trajecto, que começa no Centro Cultural do Mindelo, em direcção à Rua de Lisboa, passando pela Rua Machado, Praça Nova, Hotel Dom Paco e dispersam na Avenida Marginal, Marco Bento esclarece que o mesmo foi decidido há muito tempo num conselho deliberativo.

O responsável diz, por outro lado que ainda não recebeu nenhum documento do Vindos do Oriente a comunicar a sua decisão de não participar no desfile oficial do Carnaval 2019.  

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,15 nov 2018 20:33

Editado porAndre Amaral  em  24 jun 2019 23:22

1

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.