Muska assegura pagamento de direitos de autor à Sociedade Cabo-verdiana de Música

PorDulcina Mendes,27 abr 2018 17:22

O serviço de streaming Muska assinou esta sexta-feira um protocolo com a Sociedade Cabo-verdiana de Música (SCM) para assegurar o pagamento dos direitos e autor e direitos conexos aos autores e artistas que farão parte da plataforma.

Com este contrato, a SCM concede à plataforma Muska a autorização necessária para proceder à difusão pela Internet das obras musicais e literário-musicais. Esta autorização vai permitir à Muska disponibilizar directamente, ao utilizador final, exclusivamente para uso privado, a visualização visualização/audição das obras musicais, com acesso suportados por telemóveis e tablets, através de streaming.

O director da empresa Bonako, José Brito, acredita que este acordo é histórico, não só porque a empresa é jovem mas porque querem respeitar a lei e a criatividade dos autores.

“Para isso, temos que contar com as instituições como a SCM que cuida dos interesses dos autores das músicas. Isso, permite avançar com aumento do rendimento para os artistas”, indica.

A Presidente da SCM, Solange Cesarovna, acredita que com esse acordo está-se a celebrar um momento histórico e de muita importância para os músicos, interpretes, criadores e autores.

“Estamos a assinar um acordo histórico, porque na área e no sector digital é o primeiro contrato que a SCM assina. É uma plataforma criada em Cabo Verde que vai projectar todo o dinamismo e acompanhamento da era digital, com os novos projectos, para mostrar que estamos a vivenciar o século XXI com a mesma dinâmica que os outros países estão a vivenciar”, indicou.

Em relação aos pagamentos para acesso ao acervo do serviço, José Brito avança que estão a trabalhar com a operadora Unitel T+ para ter uma assinatura mensal que será paga através de cartão Vinti4.

“Em Cabo Verde, paga-se com o Vinti4 e depois fazemos a distribuição para a Sociedade Cabo-verdiana de Música. Assinamos este acordo e comprometemos a depositar uma percentagem da receita à Sociedade Cabo-verdiana de Música”, frisou.

A Muska é um serviço de transmissão de música que permite aos seus assinantes escutarem música no seu telefone, a qualquer momento, e em qualquer lugar, mediante pagamento de adesão mensal.

A plataforma foi projectada e desenvolvida em Cabo Verde, pela Bonako e colocará ênfase na descoberta de artistas e conteúdos locais, além de disponibilizar conteúdos globais.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,27 abr 2018 17:22

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  18 nov 2018 3:23

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.