​Nacional de futebol: FCF atribui prémio monetário aos clubes consoante prestação

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,10 abr 2018 15:53

A Federação Cabo-verdiana de Futebol vai premiar monetariamente as equipas presentes nesta edição do campeonato nacional de futebol, consoante as suas prestações, os atletas que se destacaram individualmente, além de prémios monetário aos clubes, a partir das meias-finais.

De acordo com o regulamento da prova, a que a Inforpress teve acesso, “ao clube que se sagrar campeão nacional de futebol, época 2017/18, será atribuído um prémio monetário no valor de 200 mil escudos”, além da taça de campeão e medalhas.

As duas equipas finalistas receberão um prémio de qualificação para a final no valor de 100 mil escudos. Aos quatro clubes classificados para as meias-finais, serão atribuídos um prémio de 50 mil escudos cada.

Isto quererá dizer que a equipa que se sagrar campeã nacional garante 350 mil escudos sem se contar com a verba arrecadada na fase de grupos.

Durante a primeira etapa, cada vitória em cada uma das seis partidas, vale, automaticamente, a cada clube um montante de 25 mil escudos.

Ainda, de acordo com o regulamento da prova, cada um dos 12 clubes participantes nesta edição do Campeonato Nacional será contemplado com um subsídio de 50 mil escudos.

Além de prémios colectivos, a Federação cabo-verdiana de Futebol vai distinguir, monetariamente, o melhor jogador, o melhor marcador e o guarda-redes menos batido da competição com 25 mil escudos cada, além dos respectivos troféus.

A atribuição do título do melhor jogador, de acordo com o regulamento, é feita por voto dos treinadores das equipas participantes na prova e dos jornalistas desportivos que cobrem os jogos, mediante a coordenação da Federação.

Cada treinador indicará o nome dos dois melhores jogadores da equipa contrária, ao passo que cabe aos jornalistas indicar o nome dos dois melhores futebolistas aos quais serão atribuídos a pontuação de um e três pontos.

A atribuição do guarda-redes menos batido será calculada através da divisão dos golos sofridos pelo tempo jogado.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,10 abr 2018 15:53

Editado porFretson Rocha  em  19 nov 2018 3:22

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.