Unidade e Luta: Quando Amilcar Cabral se serviu do desporto para guiar a luta de libertação nacional

PorWilliam Vieira,9 jun 2020 7:12

Decorriam os anos 70, Amílcar Cabral preparava os camaradas para a Luta pela Independência de Cabo Verde e Guiné Bissau.

Segundo o livro disponível na web site www.amilcarcabral.org em formato PDF, intitulado “Amílcar Cabral”, no primeiro capítulo, faz referência a Unidade e Luta.

Naquele capítulo, Cabral tentava elucidar os camaradas no sentido de apresentar-lhes alguns princípios do P.A.I.G.C e das suas ideologias de luta de libertação nacional.

Um documento publicado em 1965, com o nome de «Palavras de ordem gerais do nosso Partido», na parte final dispunha um documento concernente a «aplicabilidade na prática os princípios do Partido».

Para ele, todos sabiam que estes tais princípios eram importantes, porém muitos não sabiam que eram fundamentais como o princípio de luta.

Na sua ótica, todos os princípios publicados naquele documento eram valiosos e a «Unidade e Luta» era de suma importância para a luta contra o regime colonial português.

Por isso, o líder do PAIGC discursou, reforçando a compreensão de qualquer pessoa ali presente, facultando a aprendizagem sobre a Unidade e Luta, através do Desporto, apresentando fortes convicções, exemplificando através de uma equipa de futebol, o que seria então uma equipa unida, sem posicionamento laboral-social, aceitando as “diferenças religiosas”, a “obediência”, a “ação em conjunto” para chegar à vitória numa partida de futebol.

Eis aqui o discurso de Amílcar Cabral utilizando o Desporto para simplificar “Unidade e Luta”

“O que é Unidade? Quer dizer, no nosso princípio, unidade é no sentido dinâmico, quer dizer de movimento.”

“Consideremos, por exemplo, uma equipa de futebol. Uma equipa de futebol é formada por vários indivíduos, 11 pessoas. Cada pessoa com o seu trabalho concreto para fazer quando a equipa de futebol joga. Pessoas diferentes umas das outras: temperamentos diferentes, muitas vezes instrução diferente, alguns não sabem ler nem escrever, outros são doutores ou engenheiros, religião diferente, um pode ser muçulmano, outro católico, etc. Mesmo de política diferente, um pode ser de um Partido, outro de um outro. Um pode ser da situação, como por exemplo em Portugal, outro pode ser da oposição.”

“Quer dizer, pessoas diferentes umas das outras, considerando-se cada uma diferente da outra, mas da mesma equipa de futebol. E se essa equipa de futebol, no momento em que está a jogar, não conseguir realizar a unidade de todos os elementos, não conseguirá ser uma equipa de futebol. Cada um pode conservar a sua personalidade, as suas ideias, a sua religião, os seus problemas pessoais, um pouco da sua maneira de jogar mesmo, mas eles têm que obedecer todos a uma coisa: têm que agir em conjunto, para marcar golos contra qualquer adversário com quem estiver a jogar, quer dizer, à roda deste objetivo concreto, marcar o máximo de golos contra o adversário. Têm que formar uma unidade. Se não o fizerem, não é uma equipa de futebol, não é nada. Isto é para verem um exemplo claro de unidade”. - Amílcar Cabral.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:William Vieira,9 jun 2020 7:12

Editado porSara Almeida  em  9 jun 2020 15:53

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.