​Exportações aumentam 14% no 2º trimestre deste ano

No segundo trimestre de 2018, tanto as importações, como as exportações e as reexportações tiveram evolução positiva de 9,5%, 14% e 7,7%, respectivamente, em relação ao período homólogo. No mesmo período o deficit da balança comercial aumentou 9,2% e a taxa de cobertura aumentou em 0,3 p.p., revelou hoje o INE.

Os dados provisórios do comércio externo apurados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), foram hoje divulgados.

No período em análise, as exportações de Cabo Verde totalizaram 1.484 mil contos, correspondendo a um acréscimo de 14% face ao mesmo período do ano anterior (+182 mil contos).

De acordo com o INE, no período em apreço, a Europa, continua sendo o principal cliente de Cabo Verde, absorvendo cerca de 90,8% do total das exportações cabo-verdianas, comparativamente ao mesmo período do ano anterior.

“As exportações para os outros continentes foram de montantes pouco expressivos, embora tenham crescido para a América”, lê-se no documento.

Espanha continua como principal cliente

Os dados provisórios do comércio externo mostram igualmente que no que diz respeito aos países com os quais Cabo Verde mantém relações comerciais, a Espanha lidera o ranking dos principais clientes de Cabo Verde, representando, no 2º trimestre deste ano, 69,8% do total das exportações. Portugal ocupa o segundo lugar na estrutura das exportações, com 19,5%, diminuindo 6,9 p.p. em relação ao mesmo período do ano de 2017.

“Entre os produtos exportados por Cabo Verde no 2º trimestre de 2018, os preparados e conservas lidera o ranking com 60,7%, os Peixes crustáceos e moluscos, (tiveram uma evolução positiva de 11,7%), ocupam o segundo lugar representando 18,7%, os Vestuários, ocupam o terceiro lugar com 10,7%, em relação ao valor registado no mesmo período do ano anterior. Estes três produtos representaram, no período em análise, 90,1% do total das exportações de Cabo Verde. Dos produtos destacados no gráfico 2, as Bebidas alcoólicas registaram evolução negativa de (-35,2%), comparativamente aos montantes registados no 2o trimestre de 2017”, aponta.

No mesmo período, as importações registaram um acréscimo de 9,5%, face ao mesmo período do ano anterior. O continente europeu continua a ser o principal fornecedor de Cabo Verde, com 75,8% do montante total. As exportações deste continente para Cabo Verde, aumentaram 8,3%, no período em análise.

Segundo o INE, registou-se, aumentos no montante das importações provenientes da Ásia (48,7%) e o Resto do Mundo (15,5%) e, uma redução das que tiveram como origem, a África (-26,9%) e a América (-9,0%), comparativamente ao período homólogo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Rádio Morabeza,24 jul 2018 11:08

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  17 nov 2018 3:23

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.