​Afreximbank quer aumentar operações nos PALOP

PorExpresso das Ilhas, Lusa,28 set 2018 15:13

O presidente do Banco Africano de Exportações e Importações (Afreximbank), Benedict Oramah, defendeu, numa reunião com a embaixadora de Portugal no Egito, Madalena Fischer, que o banco quer aumentar as operações nos países lusófonos africanos.

De acordo com um comunicado colocado no site do banco, Oramah disse que o Afreximbank tem acordos com várias empresas portuguesas e "está ansioso por expandir esses relacionamentos, particularmente relativamente às operações dessas empresas em países africanos com ligações a Portugal", exemplificando com Angola, Cabo Verde, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

O Banco tem uma série de garantias que podem apoiar as empresas portuguesas interessadas em África, disse o presidente numa reunião com a embaixadora de Portugal, na qual deu conta da importância da Feira de Comércio Intra-Africano, que decorre em Dezembro, no Cairo.

De acordo com o comunicado, a embaixadora de Portugal "prometeu contactar as empresas portuguesas mais relevantes para as encorajar a participar" no evento.

A conferência, no Cairo, é financiada pela União Africana e pelo Afreximbank, que disponibiliza um pacote de 25 mil milhões de dólares para a promoção do comércio intra-africano e aposta num aumento da quota africana das exportações de 15% para mais de 20% até 2021, o que faria com que o montante do comércio entre os países africanos passasse dos 170 mil milhões de dólares, em 2014, para 250 mil milhões nos próximos três anos.

Desde 2016, o Afreximbank já financiou Angola no valor de 1,4 mil milhões de dólares, a que se juntam mais 2 mil milhões até 2020, sendo 500 milhões desembolsados até final do ano, disse o diretor do departamento de avaliação do crédito, Samuel Loum, numa entrevista em Abuja, em Julho.

Em Moçambique, o Afreximbank já desembolsou cerca de 300 milhões de dólares em apoio a transacções de investimento no país, a que se juntam dois empréstimos no total de 35 milhões de euros, um em 2005 e outro em 2015.

O Afreximbank é um banco de apoio ao comércio, exportações e importações em África e foi criado em Abuja, em 1993. Tem um capital de mais de 10 mil milhões de dólares.

Os accionistas são entidades públicas e privadas divididas em quatro classes e dele fazem parte governos africanos, bancos centrais, instituições regionais e sub-regionais, investidores privados, instituições financeiras, agências de crédito às exportações e investidores privados, além de instituições financeiras não africanas e de investidores em nome individual.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,28 set 2018 15:13

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  18 jun 2019 23:22

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.