Petrolíferas nacionais com quebras acentuadas nas vendas

PorAndre Amaral,11 set 2020 14:47

Empresas de combustíveis presentes no mercado nacional tiveram quebras de 35% nas vendas no primeiro semestre deste ano. A informação foi avançada hoje pela ARME no relatório sobre o sector dos combustíveis.

Durante os primeiros seis meses deste ano as duas petrolíferas presentes no mercado nacional venderam 151.397 toneladas de combustíveis e lubrificantes. Um “decréscimo expressivo”, explica a ARME, quando se compara o primeiro semestre deste ano com os primeiros seis meses de 2019, período em que foram vendidas mais 83.588 toneladas daqueles produtos.

Como justificação avança a reguladora está o facto de os consumos de combustíveis marítimos (Fuelóleo e Gasóleo), combustíveis aéreos (JET A1) e o próprio mercado interno terem registado uma “diminuição significativa do consumo”.

“No caso da aviação, a queda deveu-se ao encerramento das fronteiras nacionais, enquanto no mercado interno deveu-se às medidas de confinamento e ao fluxo turístico”, explica a ARME no relatório a que o Expresso das ilhas teve acesso.

O documento aponta igualmente para uma quebra de vendas generalizada em todas as ilhas. Em relação ao primeiro semestre do ano passado, em média, a quebra nas vendas foi de 15%, sendo de destacar as ilhas de São Vicente (-52,6%), Sal (-47,4%) e Boa Vista (-26,2%). Uma queda que é justificada, essencialmente, pelo menor consumo de JET A1, na aviação, e de Fuelóleo e Gasóleo na Marinha Internacional.

A concluir a ARME recorda que os primeiros seis meses de 2020 ficaram marcados pela pandemia de COVID-19, “a maior crise sanitária dos nossos tempos”, como descreveu a OMS, e que teve reflexo em todas as actividades económicas.

No documento a ARME refere que a “actividade petrolífera mundial ressentiu-se profundamente com esta crise” e recorda que foi igualmente neste período que o petróleo “atingiu o mínimo diário de 9,12 dólares por barril em Abril, valor mais baixo desde Dezembro de 1998”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,11 set 2020 14:47

Editado porSara Almeida  em  19 set 2020 16:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.