Época Natalícia: Binter perspectiva quebra de 68,5% dos passageiros face ao ano passado

PorExpresso das Ilhas,17 dez 2020 9:41

1

A companhia aérea cabo-verdiana TICV (ex-Binter) vai reforçar a programação de Dezembro com 20 voos. Apesar deste aumento, as perspectivas da empresa para este mês, apesar de mais animadoras, apontam para uma quebra de 68,5% no número de passageiros transportados, “com a consequente quebra de receitas”.

Em Dezembro do ano passado, a TICV transportou cerca de 27.000 passageiros, e estima, este mês, servir cerca de 8.500 passageiros, o que representa a referida quebra de 68,5% face a 2019.

De acordo com dados fornecidos pela Transportes Interilhas de Cabo Verde (TICV), em comunicado de imprensa, a companhia tinha inicialmente programado para este último mês do ano, “um total de 148 voos, o que corresponde a uma oferta de cerca de 10.300 assentos, tendo em conta que de Setembro a Novembro não se transportaram mais de 7.300 passageiros por mês.”

“No entanto, com o decorrer deste mês, notou-se um considerável aumento da procura e assim foram adicionados mais 20 voos com capacidade para 1.440 passageiros. Na sua maioria os reforços foram para as ilhas de São Vicente e do Sal. O facto de ainda não haver escalas internacionais na ilha do Sal não justifica que se faça o voo Sal - São Vicente, por falta de procura”, explicou o Director Geral da TICV, Luís Quinta, citado no comunicado.

Quebra de receitas

Apesar das perspectivas mais animadoras, aliadas à melhoria também da situação da covid-19 a nível nacional, o responsável frisa igualmente a quebra de receitas. Um “problema que se vem a arrastar desde Março do corrente ano.”

Foi nesse mês que, para conter a transmissão da covid-19 as autoridade nacionais suspenderam as ligações aéreas domésticas em Cabo Verde, que só viriam a ser progressivamente retomadas a partir de 15 de Julho.

Ademais, Luís Quinta destaca que essa melhoria da situação epidemiológica na verdade “não tem sido acompanhada por correspondente aumento do número dos turistas e emigrantes, isto faz com que a companhia continue a ser fortemente afectada pelos efeitos da pandemia”.

A TICV recorda ainda, no comunicado, que segundo dados da Direcção Nacional de Saúde de Cabo Verde, o arquipélago registou nos últimos 14 dias uma taxa de incidência nacional acumulada de 110 casos de covid-19 por 100.000 habitantes.

2021

No contexto actual vivido em Cabo Verde e no Mundo, as previsões da companhia para o início de 2021 não apresentam grandes melhorias. Para o mês de Janeiro, estima-se que a procura seja idêntica à de Novembro, que rondou os 7.300 passageiros. Um número que representa uma quebra de 72%.contra os 26.000 transportados em Janeiro de 2020.

“Mas a companhia segue de perto as reservas para identificar necessidades de tirar ou acrescentar voos”, salvaguarda o Director-Geral da TICV.

A TICV assinalou em Setembro de 2019 o milhão de passageiro transportados em Cabo Verde e assegura as ligações aéreas para sete ilhas do arquipélago com três ATR-72 500, com capacidade para 72 passageiros.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,17 dez 2020 9:41

Editado porAndre Amaral  em  16 set 2021 23:21

1

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.