Internet Banking disparou mais de 50% em 2020

PorExpresso das Ilhas, Lusa,7 set 2021 9:04

As limitações impostas devido à pandemia de covid-19 provocou um aumento superior a 50% nas operações da banca eletrónica cabo-verdiana em 2020, segundo dados do Relatório do Sistema de Pagamentos, compilados hoje pela Lusa.

De acordo com o relatório do Banco de Cabo Verde, com um total de 168.673 contas associadas, das quais 18.131 registadas no ano de 2020, a modalidade de ‘Internet Banking’ cabo-verdiano permitiu processar 88.320.941 operações no ano passado.

Trata-se de “um crescimento de 50,3% em quantidade face ao período homólogo. Todas as operações realizadas através da ‘Internet Banking’ que implicaram movimentação de fundos entre contas de pagamento registaram taxas de variação homólogas positivas, tanto em quantidade como em valor, destacando-se os pagamentos de serviços e as transferências interbancárias”, lê-se no relatório.

O documento recorda que as agências bancárias – dos sete bancos comerciais que operam em Cabo Verde -, que são o “canal de preferência de parte significativa da população que diariamente procura pelos produtos e serviços bancários, funcionaram de forma condicionada durante a vigência do estado de Emergência devido a pandemia da covid-19”, em Abril e Maio de 2020.

“Com o ‘Internet Banking’ a se posicionar como alternativa à deslocação física das pessoas aos balcões das agências bancária”, lê-se ainda.

O relatório conclui que Cabo Verde “continua a evidenciar um elevado grau de bancarização da população”, atingindo os 82,8% em 2020.

“Ou seja, sugere-se que, em média, oito em cada dez cabo-verdianos dispunham de uma conta de pagamento. De realçar que o acesso a uma conta de pagamento, por ser uma condição necessária para a aquisição de outros produtos e serviços financeiros, consiste na primeira etapa do processo de inclusão financeira”, sublinha o documento.

Acrescenta que os sistemas de pagamentos sob responsabilidade do banco central “funcionaram de forma eficiente e deram resposta às necessidades dos agentes económicos” em 2020. Contudo, pela primeira vez desde a entrada em funcionamento, o Sistema de Gestão de Depósitos e Liquidação (SGDL), o único sistema de liquidação financeira do país, “registou uma taxa de variação homóloga negativa na quantidade de operações processada, não obstante o valor tenha preservado a sua tendência de crescimento anual”.

Assim, em 2020, este sistema processou 26.676.454 operações de pagamento, no valor de 15,3 biliões (milhões de milhões) de escudos.

O relatório explica que o “crescimento significativo” em valor (57,1%) “deve-se, sobretudo, às operações do Mercado Monetário”, e que refletem as medidas de apoio à economia implementadas pelo Banco de Cabo Verde para conter os efeitos da pandemia.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,7 set 2021 9:04

Editado porAndre Amaral  em  18 set 2021 23:21

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.