Destaques da edição 1004

PorExpresso das Ilhas,24 fev 2021 0:01

A entrevista com Carlos Brito, médico infecciologista e mestre em saúde pública, faz a manchete desta edição desta semana.

Depois de vários anos a trabalhar na Organização Oeste-africana da Saúde (OOAS), onde coordenou a instalação o Centro Regional de Vigilância e Controlo de Doenças (CRVCD), que dirigiu, Carlos Brito regressou a Cabo Verde. Nesta entrevista ao Expresso das Ilhas, o médico, mestre em Saúde Pública e especializado em Infecciologia, fala das epidemias e vírus em geral, e do Ébola e do SARS-CoV-2 em particular. Uma conversa que passa por alguns estados da CEDEAO e em especial por Cabo Verde, onde se destaca a necessidade de este ser um país “bem preparado” por exemplo, na detecção precoce que é o primeiro passo para um combate de sucesso às epidemias.

Também em destaque nesta edição está a reportagem sobre os cuidadores uma profissão que está a ganhar espaço em Cabo Verde, mas que ainda enfrenta muitos desafios.

O envelhecimento da população traz consigo o aumento da prevalência de pessoas com doenças crónicas incapacitantes, com novas necessidades de saúde e sociais que requerem respostas diversificadas. O grau de dependência destas pessoas acarreta a necessidade de existência de um cuidador. Assim tem sido em todo mundo e Cabo Verde não foge à regra. Entretanto, faltam trilhar caminhos rumo ao reconhecimento efectivo do cuidador como um profissional com carteira, direitos e deveres.

Nesta edição, na cultura, o destaque vai para o Museu Virtual de Música Cabo-verdiana um projecto da autoria da jornalista e antropóloga brasileira Gláucia Nogueira. O Museu Virtual resulta em parte de Cabo Verde & a Música – Dicionário de Personagens, uma obra publicada em 2016, fruto de 20 anos de investigação, com cerca de mil entradas de músicos, intérpretes, produtores e compositores.

Na Economia falamos sobre o Global Risks Report 2021.

Se julga que a pandemia é o maior risco que enfrentamos, tem razão. Mas não é o único, há ameaças latentes que poderão ter tanto ou mais impacto do que a Covid-19. Se as coisas derem para o torto, não será por falta de aviso. Alertas que são deixados, por exemplo, pelo último relatório de riscos globais, do Fórum Económico Mundial, e que convém levar muito a sério. Eles costumam acertar.

Outro dos destaques desta semana vai para o plano de vacinação contra a COVID-19 que foi anunciado pelo governo no passado dia 18, no Boletim Oficial e prevê que 60% da população residente em Cabo Verde seja vacinada contra a doença entre 2021 e 2023.

Na opinião, destaque para o texto de João Chantre com ‘De Ancara também vê-se Santo Antão’.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,24 fev 2021 0:01

Editado porAndre Amaral  em  7 mar 2021 13:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.