Ford investe 500 milhões de dólares na Rivian

PorExpresso das Ilhas,25 abr 2019 8:36

A Ford anunciou esta terça-feira que vai produzir um carro eléctrico usando a plataforma conhecida como “flexible skateboard” da startup Rivian. A construtora não revelou que tipo de veículo será esse novo projecto, mas destacou que ele será diferente dos dois carros em desenvolvimento pela própria Rivian.

Para conseguir a parceria, a Ford investiu 500 milhões de dólares na Rivian e, além da tecnologia, vai conseguir também uma parcela das acções da startup, bem como um assento no conselho de administração da parceira. A notícia foi anunciada pelo CEO da Ford, Jim Hackett, numa sessão com investidores.

Segundo a Ford, o objectivo da parceria com a Rivian é conseguir lançar um novo carro eléctrico num curto espaço de tempo e gastando bem menos dinheiro no desenvolvimento. “Um dos maiores benefícios de trabalhar com uma startup como a Rivian é a oportunidade de ir mais rápido. Portanto, velocidade é uma parte importante desse negócio”, disse Joe Hinrichs, director de operações na Ford.

A Ford ainda tem mais dois projectos de carros 100% eléctricos em desenvolvimento, uma pick-up F-150 eléctrica e um crossover inspirando nos Mustangs. Nenhum deles será afectado pela nova parceria.

A Rivian também está a trabalhar em dois veículos movidos a electricidade: uma pick-up chamada R1T e um SUV conhecido como R1S. Ambos veículos foram pensados para um estilo de vida activo e focado na natureza. O carro da Ford construído sobre o flexible skateboard da Rivian não seguiria esse padrão, apesar de usar a mesma tecnologia básica.

Essa plataforma inclusive está a ser usada pela Rivian nos seus próprios carros e no desenvolvimento de veículos para outras marcas além da Ford. Isso inclui bateria e toda a parte eléctrica, motores, chassi e outros elementos.

Apesar de se ter apresentado ao mundo em 2018, a Rivian desenvolve carros eléctricos há mais de 10 anos sem alardear seu progresso. Quando apareceu, contudo, a marca deixou uma boa impressão e levantou confiança de investidores por já ter protótipos 100% funcionais e também uma fábrica pronta para começar a produção em massa. As primeiras unidades do R1S e R1T chegam ao mercado norte-americano na segunda metade de 2020.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,25 abr 2019 8:36

Editado porAndre Amaral  em  20 nov 2019 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.