CEO da Stellantis considera que o custo dos eléctricos está além dos limites das fabricantes

PorExpresso das Ilhas,9 dez 2021 9:05

Embora a adopção de carros eléctricos pelas massas seja a solução amplamente apontada para a redução da pegada carbónica global, vão surgindo fabricantes, organizações e responsáveis que se mostram contra essa transição efectiva, apontado as suas razões. O CEO da Stellantis, por exemplo, já havia dito que os eléctricos precisam de ser mais acessíveis.

Carlos Tavares, menciona mais uma vez o assunto, dizendo que os custos associados aos veículos eléctricos estão além dos limites das fabricantes.

Os governos e os investidores têm pressionado as fabricantes de automóveis para acelerar o processo de transição para a mobilidade eléctrica. Contudo, Carlos Tavares, CEO do grupo Stellantis, diz que os custos associados a essa mudança estão além dos seus limites.

Ora, a pressão externa que tem vindo a ser exercida sobre as fabricantes, para que acelerem a mudança para veículos eléctricos, ameaça os empregos que a indústria garante, bem como a qualidade dos veículos. Isto, porque aquelas lutam para gerir os custos mais elevados associados à construção dos modelos elétricos.

Numa entrevista à Reuters, o CEO da Stellantis revelou que foi decidido “impor à indústria automóvel uma eletrificação que acarreta 50% de custos adicionais comparativamente a um veículo convencional”.

"Não há maneira de podermos transferir 50% dos custos adicionais para o consumidor final, porque a maior parte da classe média não poderá pagar", referiu Carlos Tavares.

Na opinião do CEO da Stellantis, as fabricantes precisam de tempo para testar e assegurar que a nova tecnologia funciona e está apta para ser vendida aos clientes. Portanto, a pressão que visa acelerar o processo será “apenas contraproducente” e poderá gerar problemas de qualidade.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,9 dez 2021 9:05

Editado porAndre Amaral  em  27 jun 2022 23:29

pub.
pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.