Malária é responsável por mais de 30% de mortes de crianças angolanas

PorExpresso das Ilhas, Lusa,3 out 2018 16:35

A malária é a causa de 35.5% das mortes anuais em crianças dos zero aos cinco anos, na província angolana do Cuanza Sul, devido à insuficiente cobertura sanitária, fraca manutenção dos hospitais, entre outros factores, segundo as autoridades locais.

Os dados foram avançados pelo governador da província do Cuanza Sul, Eusébio de Brito Teixeira, que participou, terça-feira, no encontro metodológico do sector da Saúde.

O governante angolano referiu que na base desses altos índices estão os problemas do sistema de saúde, a falta dos recursos humanos e técnicos de saúde, a falta de pessoal nas áreas rurais e periurbanas, debilidades no sistema de gestão, incluindo no de informação de logística e de comunicação.

Eusébio de Brito Teixeira, citado pela agência noticiosa angolana, Angop, apontou ainda a insuficiência de recursos e inadequação de modelos de financiamento e o reduzido acesso á água potável, saneamento e energia, aliada à fraca cobertura vacinal como os principais problemas no sector da saúde loca.

Relativamente à vacinação, o governador do Cuanza Sul apelou aos profissionais de saúde uma maior atenção para este aspecto, considerada a melhor forma de prevenção de doenças.

A malária é a principal causa de mortes e de absentismo laboral e escolar em Angola, bem como de internamentos nas unidades hospitalares do país.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,3 out 2018 16:35

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  24 jun 2019 23:22

pub.
pub.
pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.