COVID-19: Brasil reporta 67 mil novos contágios. Mais de mil óbitos há três dias

PorExpresso das Ilhas,15 jan 2021 7:22

O Brasil, o país lusófono mais afectado pela pandemia de COVID-19, regista mais de 8,3 milhões de casos de infecção confirmados pelas autoridades desde o início da pandemia no país. Em Manaus, capital do Amazonas, hospitais estão sem oxigénio.

O Ministério da Saúde brasileiro notificou, esta quinta-feira, que foram registados mais 67.758 casos de infecção pelo novo coronavírus, uma subida em relação à véspera (60.899), aproximando-se do máximo diário atingido a 16 de Dezembro do ano passado (70.574).

O número total de casos confirmados no país, desde 26 de Fevereiro, é agora de 8.324.294, aponta o site do Ministério da Saúde do Brasil que reporta ainda mais 1.131 mortos nas últimas 24 horas (ontem foram notificados 1.274). O total de vítimas mortais acumuladas, por motivo do vírus SARS-CoV-2, é de 207.095.

São Paulo (1.590.829), Minas Gerais (619.846), Santa Catarina (533.338) e Bahia (523.068) são os estados brasileiros que totalizam maior número de infeções. No último dia, os estados que notificaram mais casos foram São Paulo (13.710), Minas Gerais (8.694), Paraná (5.811), Rio Grande do Sul (4.605), Rio de Janeiro (4.211) e Bahia (4.113).

Ainda de acordo com o site do Ministério, a taxa de incidência é agora de 99 mortes e 3.961 casos por cada 100 mil habitantes.

O agravamento da situação no estado do Amazonas levou governador Wilson Lima a determinar o recolher obrigatório, proibindo a circulação de pessoas entre as 19h e as 6h, assim como encerrando todas as atividades não essenciais. O anúncio segue-se aos relatos de falta de oxigénio para tratar pacientes com COVID--19 na cidade de Manaus.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,15 jan 2021 7:22

Editado porAndre Amaral  em  14 out 2021 23:21

pub.

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.