Pandemia provocou mais de 2.4 milhões de mortes em todo o mundo

PorExpresso das Ilhas, Lusa,16 fev 2021 14:58

A pandemia de covid-19 já fez pelo menos 2.408.243 mortes em todo o mundo e infectou mais de 109.074.730 pessoas, segundo o balanço diário feito pela AFP.

De acordo com os dados recolhidos junto de fontes oficiais, há em todo o mundo pelo menos 66.872.700 recuperados da doença.

Na segunda-feira foram registados mais 6.743 mortes e mais 278.225 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.

Os países que registaram mais casos de mortes nos seus últimos balanços foram os EUA (1.009), Espanha (702), Brasil e Alemanha (ambos com 528).

Os Estados Unidos continuam a ser o país mais afectado quer em número de mortos, quer em número de casos, com 486.332 mortes em 27.694.647 casos registados, de acordo com os dados da Universidade Johns Hopkins.

Depois dos EUA, os países mais afetados são o Brasil, com 239.773 em 9.866.710 casos, o México, com 174.657 mortes em 1.995.892 casos, a Índia, com 155.813 mortes em 10.925.710 casos, e o Reino Unido com 117.396 com 4.047.843 casos.

Entre os países mais afectados, a Bélgica é o que regista um maior número de mortes em proporção ao total de população, com 187 mortes por 100.000 habitantes, seguida da Eslovénia (179), Reino Unido (173), República Checa (172) e Itália (155).

Desde o início da pandemia o número de testes realizados aumentou de forma significativa e as técnicas de despistagem e diagnóstico foram melhoradas, o que contribuiu para um aumento dos contágios declarados.

Ainda assim, os números refletem apenas parte do total real de infecções no mundo, uma vez que há um número considerável de casos menos graves e assintomáticos que permanecem por detectar.

O balanço foi feito a partir de dados recolhidos pela AFP junto das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Devido a correções feitas pelas autoridades ou a publicações tardias de dados os números relativos à evolução em 24 horas podem não corresponder exatamente aos publicados na véspera.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,16 fev 2021 14:58

Editado porAndre Amaral  em  26 fev 2021 8:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.