Desporto em Quarentena

PorLeonardo Cunha,13 mar 2020 8:26

Desde o final de 2019 com o surgimento do novo Coronavirus (COVID19), que os seus efeitos se tem verificado na escala mundial. Durante esta semana a Organização Mundial da Saude (OMS) declarou o mesmo como uma Pandemia, elevando agora o seu estatuto de ameaça global.

Desde o início do ano que temos assistido a cancelamentos em massa de atividades de aglomerado populacional. Mesmo sem ter algum caso confirmado, Cabo Verde não é exceção nesta matéria, pelo que nas medidas de prevenção anunciadas pelo governo encontram-se para já suspensos ou cancelados alguns eventos de grande dimensão. Este é o caso do Kriol Jazz, AME, Grito Rock, festival da Gamboa, entre outros. No campo do desporto foi igualmente anunciado o adiamento do Open Internacional de Xadrez da ilha do Sal.

É importante referir que o fenómeno de cancelamento e suspensão das atividades culturais e desportivas, seja em Cabo Verde ou no resto do mundo, tem um caracter preventivo no surgimento de novos casos de infeção. Estas suspensões iram promover que a propagação da doença possa criar um pico de sobrecarga nos serviços de saúde e levar á sua rutura funcional.

No entanto, temos assistido pela comunicação social e redes sociais, algumas atitudes anormais face á propagação da doença. Exemplo disso, tem sido a corrida aos supermercados para o abastecimento em largas quantidades de produtos de higiene. Entre esses produtos, o papel higiénico tem sido uma de forma pouco explicável a escolha preferencial. As prateleiras dos supermercados na Europa começam a esvaziar, sem de facto existir motivo para isso.

Este é um efeito claro da desinformação que as redes sociais têm provocado junto das populações e faz com que as pessoas tenham um misto de atitudes pouco adequadas. De um lado ou existe um perfeito descaso da situação com a subvalorização da contenção da propagação da doença e por outro lado temos um histerismo desacerbado para com um fenómeno no qual os seus efeitos são já conhecidos pela comunidade médica. Basta olhar para os resultados das bolsas de valores para compreender a forma irracional que se está lidar com este assunto e a especulação gerada pelo mesmo.

No geral, o desporto acaba igualmente por sofrer do mesmo fenómeno de especulação e tem assistido a alguns fenómenos anormais. O caso mais absurdo até ao momento foi o da suspensão da temporada da NBA nos Estados Unidos da América. Rudy Gobert, atleta do Utah Jazz, testou positivo para o novo coronavírus. Após a confirmação do caso, a Liga paralisou a competição e ainda não deu previsão de quanto haverá a retoma da competição.

Esta suspensão decorre depois de uma conferência de imprensa dada por Rudy Gobert no passado dia 9 de março, terminou a sua conversa com os jornalistas a se encostar em todos os microfones e gravadores dos presentes na sala de imprensa do Utah Jazz num ato jocoso. Publicamente o atleta já emitiu um pedido de desculpas e escreveu "Espero que minha história sirva de alerta e faça com que todos levem isso a sério. Farei o que puder para apoiar o uso da minha experiência como forma de educar outras pessoas e impedir a propagação do vírus".

Este é um claro e mediático exemplo de como a atitude desadequada em relação a este vírus é o principal perigo para um escalonamento desta situação e que possa obrigar a medidas ainda mais drásticas para contenção da doença.

*o autor escreve de acordo com as regras do AO90

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Leonardo Cunha,13 mar 2020 8:26

Editado porSara Almeida  em  31 mar 2020 14:19

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.