Recursos Marinhos: “Enquanto vamos a passos de tartaruga, prevaricadores estão a passos de chita” - bióloga

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,28 jun 2018 11:57

1

O mar de Cabo Verde está a ser delapidado todos os dias, através da pesca desenfreada, enquanto o arquipélago não implementa a legislação existente. O alerta é da bióloga marinha Patrícia Rocha, feito esta manhã no espaço de opinião do Primeiro Plano, programa informativo matinal, da Rádio Morabeza.

“É preciso agir já. O nosso mar está a ser roubado, delapidado todos os dias em frente aos nossos olhos. Enquanto estamos a ir a passos de tartaruga fora de água, quem está a prevaricar, a fazer uma pesca desenfreada ou utilizar o ambiente de forma completamente insustentável, está a ir a passos de chita. Estamos muito atrasados em implementar os planos que criamos”, alerta.

Várias instituições estão hoje reunidas num encontro a convite do gabinete do primeiro-ministro, para elaborar a estratégia nacional da acção do estado do mar. Patrícia Rocha diz que o país tem falhado na implementação dos planos que saem de encontros semelhantes e, por isso, pede que o documento a ser elaborado não seja engavetado.

“Cabo Verde tem falhado e muito na implementação de todos os planos de gestão, todas as leis que são escritas, todos os planos estratégicos. Este é mais um plano estratégico para acção do estado do mar e o apelo que fazemos ao próprio gabinete do primeiro-ministro é que não deixe que esse plano, que sairá hoje desse encontro, fique numa gaveta”, apelou esta manhã, na antena da Morabeza.

No momento em que se fala de economia azul, Patrícia Rocha lembra que o termo implica mudanças estruturais na economia, baseadas no desenvolvimento sustentável no âmbito ambiental e social, num país com uma extensa zona económica exclusiva. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,28 jun 2018 11:57

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  18 set 2018 3:22

1

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.