Detidos da operação ESER ficam em prisão preventiva

PorExpresso das Ilhas,2 fev 2019 21:16

O Tribunal da Praia decretou hoje prisão preventiva para os 11 detidos no âmbito da Operação ESER. A decisão pela aplicação da medida de coação mais grave foi tomada depois de um dia de audições, em primeiro interrogatório judicial.

Os onze suspeitos, todos de nacionalidade russa, vão assim aguardar na cadeia o desenrolar do processo.

A aplicação das medidas de coacção acontece 48 horas depois da detenção e no mesmo dia em que foram destruídos os 9.570 quilos de cocaína apreendidos pela Polícia Judiciária, quinta-feira, a bordo do navio ESER. A incineração dos narcóticos foi feita na lixeira da Praia debaixo de uma intensa vigilância, tanto por parte da PJ como das Forças Armadas e da Polícia Nacional.

O navio, de bandeira panamiana, e com tripulação russa, tinha saído do Panamá e dirigia-se ao porto de Tânger, em Marrocos. Foi um desvio na rota traçada, logo na fase inicial da viagem, que alertou o MAOC-N (Maritime Analysis and Operations Centre - Narcotics ) que está sediado em Lisboa. A atracagem no porto da Praia aconteceu por causa da morte de um dos tripulantes do navio.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,2 fev 2019 21:16

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  24 out 2019 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.