SINCOP reclama melhores condições de trabalho para os condutores de hiace

PorSheilla Ribeiro (estagiária),21 ago 2019 15:29

O Sindicato Nacional dos Condutores Profissionais (SINCOP) pede a melhoria de condições de trabalho no terminal de Hiaces da cidade da Praia e reclama também pela demora na publicação do estatuto.

Segundo o presidente da SINCOP, Domingos Tavares, o sindicato entregou todos os documentos exigidos para a personalidade jurídica e foi depositado o processo completo na Direcção Geral de Trabalho.

“Estamos há 3 meses há espera desde a última ratificação que fizemos”, disse líder sindical, que questiona o alegado incumprimento da lei, uma vez que o Código Laboral 20 dias para a publicação, a contar o dia do depósito.

“Queremos uma resposta urgente por parte do Ministério da Justiça e Trabalho, porque esta situação tem dificultado grandemente a nossa acção sindical”, exige.

De acordo com Domingos Tavares, dotado de um estatuto, o sindicato terá mais força para exigir e melhores condições para servir os utentes e passageiros em geral.

“Tendo o nosso sindicato constituído legalmente, teremos condições para, por exemplo, dar formações aos condutores e também informar os utentes a nível nacional”, exemplificou.

De igual modo, Domingos Tavares reclama uma resposta da Câmara Municipal da Praia (CMP), no sentido de criar condições dignas para os condutores e utentes, no terminal de Sucupira. Exigem-se casas de banho, abrigo para protecção do sol, limpeza e fiscalização do espaço, mais e melhor segurança.

“Há pouco mais de um ano, foi criado o terminal de estacionamentos de Hiaces na Praia, cada condutor que chega à paragem paga um preço. Então, perguntamos, o dinheiro que entra na CMP não é suficiente para criar um mínimo de condições?”, questiona.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro (estagiária),21 ago 2019 15:29

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  21 set 2019 22:19

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.