Greve: Vigilantes afirmam que a revindicação é “justa”

PorExpresso das Ilhas,21 set 2020 12:52

O Presidente do Sindicato Nacional de Agentes de Segurança Pública e Privada, Serviços, Agricultura, Pesca e Afins (SNASPPSACP), Manuel Barros, afirmou hoje que a revindicação da classe é justa e que não vão suspender a greve enquanto não tiverem uma resposta positiva por parte da Associação Nacional das Empresas de Segurança Privada (ANESP) e do Governo.

Manuel Barros falava à imprensa durante uma manifestação que partiu da sede do Sindicato na Fazenda, rumo ao Palácio do Governo.

Na ocasião, o sindicalista repetiu que o motivo da greve é a não implementação da grelha salarial, resultante de um acordo assinado em 2017 e que estava prevista entrar em vigor em 2018.

“A nossa revindicação é justa e o motivo da greve é a não implementação da grelha salarial, que é um acordo que foi assinado em 2017 para entrar em vigor em 2018, não foi possível e depois prometeram para Janeiro de 2020 e até agora ainda nada”, acusou.

Por este motivo, Manuel Barros garante que enquanto o sindicato não tiver uma resposta positiva por parte da ANESP e do Governo não poderão suspender a greve. O presidente daquele sindicato mostrou-se ainda satisfeito com a adesão da classe.

“Ao chegar ao palácio do governo vamos mostrar a nossa insatisfação porque o governo é que tem de regular o sector, o próprio Vice-primeiro ministro está envolvido neste acordo e tem de dar uma resposta às empresas para que as empresas possam nos dar o que estamos a exigir”, apontou.

Na passada quinta-feira, o presidente do SNASPPSACP anunciou uma greve para os dias 21, 22 e 23 Setembro, depois de dois dias de negociação com a Direcção Geral do Trabalho (DGT).

O sindicato denunciou ainda que nem a ANESP, nem as empresas estão a fazer algo para normalizar a sua situação.

Por sua vez, o presidente da ANESP disse que respeita a greve dos trabalhadores de segurança privada, embora não veja razões para a existência da mesma.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,21 set 2020 12:52

Editado porSara Almeida  em  22 set 2020 11:14

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.