Primeiro Hospital Privado de Cabo Verde inaugurado em São Vicente

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,17 nov 2022 20:50

Foi inaugurado hoje o Urgimed Health & Hospitality, primeiro hospital privado do país, sediado em São Vicente. A infraestrutura hospitalar, situada em Cruz João Évora, deverá entrar em funcionamento em Dezembro.

A cerimónia foi presidida pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, que destacou a importância do investimento no “reforço” dos serviços prestados pelo Sistema Nacional de Saúde (SNS), através de uma “boa parceria” público-privada.

“Gostaria de garantir-vos também que é do interesse do governo trabalhar com uma boa parceria público-privada, o sector da saúde, através do SNS não tem o monopólio, deve ter complementaridade", assegurou apontando para uma definição e clarificação jurídica l.

Na mesma linha, o presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves, sublinhou a relevância da construção de um sistema de saúde “forte e resiliente”.

“A edificação de um SNS forte e resiliente é de grande importância para o país, tendo sido definida como orientação prioritária do governo. O exercício para o alcance dos objetivos de desenvolvimento sustentável depende, em grande medida, de termos saúde para todos, em todo o território nacional. E o Sistema Nacional de Saúde é um dos principais intervenientes nesse percurso”, referiu.

Com a entrada em funcionamento da Urgimed Health & Hospitality, estarão à disposição do público serviços nas áreas de gineco-obstetrícia, ortopedia, urologia, oftalmologia, medicina interna, bloco operatório, internamento e maternidade. O hospital terá também um serviço de urgência 24 horas.

O administrador da Urgimed, Júlio Wahnon, recordou que o projecto é uma oferta para a ilha de São Vicente e para o país, de forma geral.

“Vem reforçar a qualidade instalada no que se refere a prestação de saúde na ilha de São Vicente e em Cabo Verde. Para isso, apostamos sempre numa oferta de serviços de qualidade, diferenciada e inovadora, concebida de forma abrangente a aprimorada”, disse, sublinhado que se trata de um investimento 100% nacional.

Júlio Wahnon reafirmou o papel da parceria público-privada no sector da saúde, para “a melhoria na qualidade do serviço”.

“É necessário que o sector privado de saúde se desenvolva e se afirme cada vez mais como complemento desejado do sector público. A parceria público-privada, cujo principal objectivo é melhorar a qualidade dos serviços públicos, oferecidos à população, deverá incentivar o esforço para a realização das alterações jurídicas necessárias”, acrescentou.

A primeira fase do projecto inaugurado hoje representa um investimento de 2.5 milhões de euros. O projeto começou a ser construído em Março de 2020. Sem avançar pormenores, Wahnon assegurou que a segunda fase será também “conquistada e realizada”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,17 nov 2022 20:50

Editado pormaria Fortes  em  4 dez 2022 21:20

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.