Governo descarta referendo sobre regionalização e admite votação no parlamento até Junho

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,28 mar 2018 7:22

Ulisses Correia e Silva
Ulisses Correia e Silva

​O Governo descartou a hipótese de qualquer referendo sobre a regionalização, admitindo que a proposta de lei sobre esta matéria será aprovada ainda nesta semana em Conselho de Ministros e logo a seguir introduzida no Parlamento para ser votada o mais tardar até Junho.

O repto foi lançado esta terça-feira, pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, durante uma conferência sobre regionalização, realizada no município do Porto Novo, em Santo Antão. No encontro, o chefe do Governo “rejeitou” a ideia de se promover um referendo para se decidir sobre o modelo da regionalização em Cabo Verde.

Conforme explicou, “o Parlamento tem todas as competências para aprovar o diploma, o que deverá acontecer dentro de três meses”.

Ulisses Correia e Silva informou ainda que o Governo vai aprovar, esta quinta-feira, 29, a proposta de lei em, que a seguir será levada a Parlamento.

A aprovação da proposta de lei que cria e regula o modelo de eleição, as atribuições e a organização das regiões administrativas em Cabo Verde exigirá o voto favorável de 2/3 dos deputados, mas o Governo, segundo Ulisses Correia e Silva, espera que se criem “consensos” para viabilizar o diploma.

“O Governo está a fazer a sua parte, promovendo debates que, mesmo com a introdução da proposta de lei no Parlamento vão continuar e esperamos que se formem os consensos necessários no Parlamento para que a regionalização possa avançar em Cabo Verde”, afirmou o primeiro-ministro.

Caso o diploma seja aprovado pelo Parlamento, as regiões administrativas deverão a ser instaladas em 2020, acredita o Primeiro-Ministro.

A proposta de lei, que define uma região administrativa como sendo “uma autarquia local de grau superior ao município”, e que tem por território uma ilha, propõe a criação de dez regiões em Cabo Verde, duas das quais em Santiago (Norte e Sul).

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,28 mar 2018 7:22

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  16 nov 2018 3:23

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.