Primeiro-Ministro em Angola a partir de sábado

PorExpresso das Ilhas, Lusa,27 abr 2018 16:09

Ulisses Correia e Silva
Ulisses Correia e Silva

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, inicia sábado uma visita oficial a Angola com uma agenda de encontros bilaterais com as autoridades angolanas, reuniões com empresários e visita à comunidade cabo-verdiana naquele país.

A deslocação prolonga-se até segunda-feira, integrando a comitiva os ministros dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, e dos Assuntos Parlamentares, Presidência do Conselho de Ministros e Desporto, Fernando Elísio Freire, segundo informação divulgada hoje pelo gabinete do chefe do Governo. 

Esta é a primeira visita de Ulisses Correia e Silva, enquanto primeiro-ministro, a Angola, país com o qual o Governo pretende reforçar as relações de cooperação. 

"Cabo Verde está a promover o reforço e o desenvolvimento de mecanismos eficazes de cooperação e a aprofundar a histórica relação entre os dois estados, elevando-a a um novo patamar e com o novo sentido", adianta nota do Governo. 

Cabo Verde quer aplicar uma "parceria estratégica" focada no "diálogo político permanente e ao mais alto nível" e numa "cooperação económica e empresarial mutuamente vantajosa", de acordo com a mesma fonte.

Para o Governo, a visita do chefe de Governo a Angola acontece num momento em que "há convicção de ambas as partes em reforçar e melhorar ainda mais as relações bilaterais, comerciais e o diálogo político".

O Presidente angolano João Lourenço fez, em finais de março, uma escala na ilha do Sal a caminho dos Estados Unidos, tendo mantido um encontro com o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca.

A abertura de Angola para a assinatura e aplicação de um acordo bilateral de supressão de vistos em passaportes ordinários cabo-verdianos, o relacionamento bilateral e no contexto da comunidade lusófona foram os assuntos em cima da mesa.

João Lourenço reiterou a aceitação do convite para uma visita oficial a Cabo Verde, devendo as datas ser acertadas pela via diplomática, e reconfirmou a presença na Cimeira da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), agendada para 17 e 18 de julho, na ilha do Sal.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,27 abr 2018 16:09

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  19 nov 2018 3:22

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.