​Parlamento da CEDEAO pede desculpas a Cabo Verde por ter deslocalizado seminário parlamentar para Dakar

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,7 mar 2019 7:21

O Parlamento da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) pediu desculpas a Cabo Verde por ter optado pela realização do Seminário Parlamentar da CEDEAO em Dakar, e não em Cabo Verde, como inicialmente previsto. A sessão estava agendada entre os dias 28 de Fevereiro e 2 de Março, na ilha do Sal.

Num comunicado de imprensa emitido esta quarta-feira, a organização de integração regional refere que por motivos das eleições na Nigéria e no Senegal, o seminário foi deslocalizado para a capital senegalesa.

Os trabalhos arrancaram terça-feira, 5, tendo o presidente do parlamento da CEDEAO, durante o seu discurso na sessão de abertura, lamentado a não realização do seminário no Sal e pediu desculpas aos dirigentes do país, através dos cinco deputados de Cabo Verde presentes na sessão solene de abertura do evento.

Mosustapha Cisse Lo diz que a decisão de deslocalizar o seminário do Sal para Dakar prende-se, sobretudo, com os constrangimentos de ordem logística e com as eleições na Nigéria e no Senegal.

“Lamentamos o que aconteceu e pedimos desculpas às autoridades cabo-verdianas que, desde muito cedo, abraçaram a nossa proposta. Prometemos, por isso, em tudo fazer, para que Cabo Verde seja palco, ainda em Setembro deste ano, durante a 2ª Sessão Extraordinária, de um grande evento do Parlamento da CEDEAO”, disse o responsável, de acordo com a mesma nota de imprensa.

Mosutapha Cisse Lo garante ter já enviado uma carta aos presidentes da República, Jorge Carlos Fonseca, e da Assembleia Nacional, Jorge Santos, a pedir desculpas pelo acontecido e eventuais transtornos causados.

Segundo o mesmo documento, Orlando Dias, vice-presidente do Parlamento da CEDEAO, entende que a deslocalização do evento de Sal para Dakar surpreendeu as autoridades cabo-verdianas e os deputados de Cabo Verde, “pois estava tudo a postos para que Cabo Verde acolhesse este seminário parlamentar”.

Orlando Dias entende, por outro lado, que a questão já está resolvida, tendo destacado a atitude do Presidente da CEDEAO em pedir desculpas ao arquipélago, mostrado a sua “total abertura” em realizar actividades do parlamento comunitário em Cabo Verde.

O Seminário Parlamentar de Dakar decorre entre os dias 5 e 7 de Março, subordinado ao Tema: “Desafios e Perspetivas da Moeda Única na CEDEAO: Mobilização dos Parlamentares no Sentido da Sua Realização”, no âmbito da agenda 20/20 da CEDEAO. O evento antecede a 1ª Sessão Extraordinária daquele parlamento comunitário, que acontece de 8 a 14 deste mês.

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) é composta por quinze países membros situados na região da África Ocidental: Benim, Burkina Faso, Cabo Verde, Costa do Marfim, Gâmbia, Gana, Guiné, Guiné-Bissau, Libéria, Mali, Níger, Nigéria, Senegal, Serra Leoa e Togo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,7 mar 2019 7:21

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  22 set 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.