Mais mobilidade obriga a políticas “mais integradas” – Governo

PorExpresso das Ilhas, Lusa,24 jun 2019 17:26

​O secretário de Estado para a Juventude de Cabo Verde defendeu hoje que se a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) vai ser “um espaço cada vez mais aberto, terá de ter também políticas cada vez mais integradas”.

“Espero que até ao final do ano, e da presidência cabo-verdiana da CPLP, sejam dados passos muito firmes em relação à mobilidade”, começou por dizer Carlos Monteiro, em declarações à Lusa, em Lisboa, acrescentando que poderá assim ser dado “um passo em frente na integração e articulação de políticas na comunidade” lusófona.

“Se vamos ter o espaço cada vez mais aberto, temos de ter também políticas cada vez mais integradas”, afirmou o governante à margem da Conferência de Jovens sobre o Futuro do Trabalho, que decorre hoje no Centro de Juventude de Lisboa, promovida pela CPLP em conjunto com a Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), o Fórum da Juventude da CPLP e a Organização Internacional do Trabalho (OIT-Lisboa).

Carlos Monteiro faz uma avaliação positiva desse processo de articulação de políticas, referindo que “já há muita coisa concretizada ao nível das diferentes conferências de ministros”, mas, “se calhar, o que falta é o reforço dessa integração”.

“Mas acho que vamos a tempo, com os jovens mais próximos do processo de decisão, de dar passos mais firmes”, acrescentou.

A proximidade dos jovens dos “processos de decisão” foi também uma das tónicas dominantes da intervenção na conferência do ministro da Juventude, Desporto e Empreendedorismo de São Tomé e Príncipe, Vinício Teles Xavier de Pina, também presidente da Conferência de Ministros da Juventude e Desporto da CPLP.

“Durante muito tempo, falou-se muito de política para a juventude, mas não se fez muita política com a juventude. É importante que a juventude possa participar na construção do seu próprio futuro. Há necessidade dos dirigentes, actores políticos, organizações internacionais, convidarem a juventude a estar mais presente e a participar mais”, afirmou Vinício Teles Xavier de Pina, em declarações à Lusa.

“O futuro é agora”, sublinhou ainda o governante são-tomense. “Todos temos que trabalhar para que estas decisões para a juventude sejam tomadas com a juventude. E, neste sentido, a CPLP tem que trabalhar mais para que a juventude participe mais, sobretudo nas matérias relacionadas com o empreendedorismo e o trabalho em termos gerais”, apelou.

Cabo Verde está a tentar reparar esse “fosso” através da criação de um Conselho Consultivo para a Juventude, um órgão de consulta do chefe do Governo recém-criado para “debater políticas de juventude com os jovens e aproximar as decisões das expectativas reais dos jovens”, nos termos de Carlos Monteiro.

O secretário de Estado deu ainda conta de estar a ser feita “uma certa advocacia” junto dos municípios cabo-verdianos para que sejam reactivados os “conselhos municipais de juventude”.

“É um contributo para fechar essa distância que existe entre aquilo que os jovens reivindicam e as decisões políticas que adoptamos, tanto a nível municipal quanto ao nível do poder central e mostra a intenção do nosso governo de ter os jovens próximos dos centros de decisão”, disse.

A CPLP declarou 2019 como ano da Juventude naquela organização e Carlos Monteiro quer deixar como cunho da presidência (rotativa) cabo-verdiana o “reforço nos jovens da ideia de contacto, de pertença à comunidade”.

“Isso faz-se através do reforço do conhecimento cultural que cada jovem deve ter da realidade de outro jovem em qualquer Estado-membro da CPLP. Com o reforço da conexão a esse nível pode estar lançada a base que nos permitirá que as políticas e as intenções [tomadas no seio da comunidade] perdurem no tempo”, disse.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,24 jun 2019 17:26

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  15 set 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.