Morreu Onésimo Silveira

PorNuno Andrade Ferreira,29 abr 2021 10:12

​Onésimo Silveira morreu esta quinta-feira, 29, aos 86 anos, no Mindelo, a sua cidade. A notícia foi comunicada durante a sessão da Assembleia Municipal de São Vicente (AMSV), levando à suspensão dos trabalhos.

Numa primeira reacção à notícia, a presidente da AMSV, Dora Pires, dá conta da sua consternação e definiu Onésimo Silveira como "um homem que sempre fez a luta em prol da liberdade e da democracia cabo-verdiana". 

O presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves, destaca "o grande político, grande escritor e grande democrata". 

"Foi uma das grandes figuras são-vicentinas e cabo-verdianas", refere. 

"Tive uma vida plena, cheia, de que muito me orgulho"

Recuperamos o essencial da biografia de Onésimo Silveira, que morreu hoje, no Mindelo, aos 86 anos. Onésimo Silveira nasceu em São Vicente a 16 de Fevereiro de 1935. Passou a infância entre o Lameirão, Baleia e a cidade do Mindelo, estudou a instrução primária na escola da Ribeira Bote e entrou para o liceu em 1947, tendo concluído o curso geral antes de se mudar para Lisboa, para estudar enfermagem.

Político, poeta e intelectual, Onésimo Silveira, que se encontrava doente há algum tempo, nasceu em 1935, no Mindelo. Fez um longo percurso na diplomacia e na vida política. Entre outros cargos, foi o primeiro presidente eleito da Câmara Municipal de São Vicente, após a abertura política, e embaixador de Cabo Verde em Portugal. Fundou o Partido do Trabalho e Solidariedade (PTS). Nos últimos anos, tornou-se uma das vozes mais activas pela regionalização, que chegou a definir como "um imperativo". 

Em 2015 recebeu o Doutoramento Honoris Causa da Universidade do Mindelo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Nuno Andrade Ferreira,29 abr 2021 10:12

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  14 mai 2021 11:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.