Fogo contabilizou em três semanas 121 casos acumulados do novo coronavírus e um óbito

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,7 set 2020 9:44

A ilha do Fogo contabilizou em três semanas um total acumulado de 121 casos do novo coronavírus (covid-19) e um óbito, com o município dos Mosteiros, zona sul, a ser o epicentro do contágio.

Os dois primeiros casos foram notificados a 17 de Agosto e as autoridades sanitárias colocaram em marcha um processo investigativo para rastreio dos contactos directos e indirectos dos infectados e localizar o foco com recolha de centenas de amostras que foram e ainda estão a ser analisadas no laboratório de virologia da Praia, assim como a realização nas comunidades de testes rápidos para testagem.

Na última semana registou-se o maior número de casos confirmados, tendo no sábado sido notificado mais nove casos, sendo sete nos Mosteiros e dois em São Filipe.

Até sábado a ilha contabilizava 121 casos acumulados, dos quais 113 no município dos Mosteiros, com destaque para as localidades de Relva, Corvo e Achada Grande (zona sul) e oito no município de São Filipe (bairros de Santa Filomena, Cruz Vermelha, Columbia e Congresso, e as localidades de Lacacã – sul e Curral Grande – norte) e um óbito.

As autoridades sanitárias aguardam respostas de análises de outras amostras encaminhadas para o instituto de virologia na cidade de Praia, incluindo de 10 profissionais de saúde que tiveram contactos com casos positivos e que estão em regime de quarentena numa das unidades hoteleiras de São Filipe.

Desde sábado que um contingente de 20 militares encontra-se na ilha, instalado nos Mosteiros, para reforçar as autoridades nos trabalhos de fiscalização e sensibilização nas zonas mais críticas do município, mas também em toda a ilha do Fogo.

As autoridades estão a ultimar a instalação dos equipamentos e prevê-se que, dentro de uma semana, no máximo, o laboratório do hospital regional São Francisco de Assis, possa dispor de capacidade para realização de testes PCR que vai permitir obter resultado de forma mais célere o que irá ajudar na investigação e no próprio rastreio dos eventuais contactos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,7 set 2020 9:44

Editado porSara Almeida  em  27 out 2020 23:21

pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.