Fogo: Centena e meia de amostras de contactos dos casos positivos de COVID-19 recolhidas para testes PCR

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,19 ago 2020 10:58

Uma centena e meia de amostras dos contactos, directos e indirectos, dos primeiros casos de covid-19, registados na ilha do Fogo, foram recolhidas para a realização de testes PCR na Cidade da Praia, segundo as autoridades sanitárias locais.

Segundo o director da Região Sanitária Fogo/Brava e do hospital regional São Francisco de Assis, Evandro Monteiro, as amostras foram recolhidas nos municípios dos Mosteiros, de onde são originárias as duas pacientes com covid-19, e de São Filipe onde estão hospitalizadas há mais de 10 dias.

Cerca de metade das amostras foram recolhidas nos Mosteiros e outra metade em São Filipe e, segundo Evandro Monteiro, que terça-feira esteve nos Mosteiros em reuniões com as estruturas de saúde e com a câmara municipal, uma parte das amostras foram encaminhadas na terça-feira e a outra parte vai ser encaminhada hoje, via marítima para o laboratório de virologia.

As amostras incluem pessoal de saúde que tiveram contactos com as duas pacientes, pese embora a observação de todos os requisitos previsto no protocolo para atendimento das pessoas que chegam às estruturas de saúde.

Os contactos estão em isolamento domiciliar ou institucional e os profissionais de saúde também estão no regime de isolamento.

Evandro Monteiro espera respostas, o quanto antes, para que as estruturas possam tomar as medidas mais assertivas e rápidas no combate à doença.

A Região Sanitária foi reforçada com um número significativo de enfermeiros, mas também com técnicos de laboratórios, mas para dar resposta à demanda é necessária a habilidade dos responsáveis, o engajamento da população no processo e de outros intervenientes para fazer com que esta luta seja menos árdua possível, porque como referiu, ela pode deixar mágoa e marcas.

A capacidade local para a realização de testes PCR constitui de momento um problema que está sendo equacionado pelas autoridades sanitárias e foram encomendados alguns equipamentos para que o laboratório do hospital possa realizar, localmente, estes testes.

Em termos logísticos, Evandro Monteiro, depois de reunir com os responsáveis do centro de saúde e com o presidente da câmara, indicou que o município dos Mosteiros dispõe das condições mínimas para isolamento de eventuais doentes com sintomas leves e assintomáticos.

Para os casos que requerem o encaminhamento para o hospital regional São Francisco de Assis, este afirmou que foi encontrada uma solução com um privado que dispõe de uma ambulância a mostrar abertura e disponibilidade para ceder a sua viatura e inclusive manifestou a possibilidade de trazer uma segunda ambulância.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,19 ago 2020 10:58

Editado porSara Almeida  em  30 out 2020 23:20

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.