China e Cabo Verde são Parceiros na Jornada da Erradicação da Pobreza

​No calendário lunar, 2021 é o Ano do Boi. Na cultura tradicional chinesa, o boi é símbolo da força e resiliência. Foi neste ano, dia 25 de fevereiro, que Sua Excelência Xi Jinping, Presidente da China, anunciou solenemente que após os esforços conjuntos de todas as etnias chinesas, e por ocasião da celebração do 100º aniversário da fundação do Partido Comunista da China (PCCh), o país alcançou a vitória completa do combate à pobreza.

 Os 98,99 milhões dos residentes rurais foram todos retirados da pobreza. A China concluiu a missão dura de acabar com a pobreza absoluta e ajudou a criar outro milagre registado na história da humanidade.

A vitória da China na mitigação da pobreza também é uma importante contribuição para a redução da pobreza global. A pobreza tem sido sempre um problema estrutural que assola o desenvolvimento e a governança globais. Em mais de quatro décadas de Reforma e Abertura, o governo chinês retirou mais de 770 milhões da pobreza. O país atingiu a meta estabelecida pelas Nações Unidas dez anos antes do previsto e contribuiu com mais de 70% do esforço global para o alívio da pobreza no mundo. Além disso, a China está trabalhando ativamente com outros países para a redução da pobreza. Ela está comprometida com seus compromissos internacionais e tem dado assistência aos países em desenvolvimento ao seu alcance, sendo assim um impulsionador poderoso para o combate à pobreza do mundo. A China conseguiu tirar centenas de milhões de pessoas da pobreza dentro de um prazo tão curto que isso é a vitória tanto para o povo chinês como para todo o mundo. Ele contribui com as forças chinesas para a construção de uma comunidade do futuro compartilhado para a humanidade.

image

A vitória notável da causa da redução da pobreza na China reside nas quatro razões: a liderança forte do PCCh e do governo chinês, a resiliência e trabalho árduo da nação chinesa, a base material sólida acumulada no processo da construção e desenvolvimento nacional, e a perseverança e os esforços incansáveis de toda a sociedade chinesa. E o poder forte da liderança, organização e execução do PCCh e do governo chinês representa a garantia sólida para o avanço contínuo da causa da erradicação da pobreza na China. A China segue inabalavelmente o caminho da prosperidade comum, aproveita plenamente as vantagens do seu próprio sistema e concentra seus esforços para atender às necessidades básicas de subsistência da população pobre. Neste sentido, o governo desempenha o papel dominante e mobiliza todos os ramos da sociedade, para formar pares entre áreas ricas e pobres na cooperação do alívio da pobreza e adotar estratégias como a redução direcionada da pobreza e através da promoção da indústria, tecnologia, educação, cultura, saúde e consumo local, com o motivo de criar um quadro de alívio da pobreza em grande escala em que as políticas específicas, a ajuda da indústria e da sociedade se complementam e formar um sistema engajador de toda a sociedade. Até no Ministério dos Negócios Estrangeiros da China onde trabalho, foi estabelecido um escritório do alívio da pobreza e está empenhado em trabalhar neste sentido.

A China prossegue o princípio de abertura na erradicação da pobreza. Tomamos o desenvolvimento como a via fundamental e a educação como a estratégia essencial de luta contra a pobreza. Enfatizamos que não importa o quão pobre a família seja, não pode ter a educação ruim e filhos pobres. Nunca podemos deixar os filhos se perderem na linha de partida e precisamos de criar todas as condições para permitir a cada criança ter sucesso na vida e impedir a transmissão da pobreza entre gerações. Acredito que o povo cabo-verdiano compreende isso bem, porque durante a minha missão em Cabo Verde, tenho ouvido que muitos jovens cabo-verdianos, provenientes de famílias pobres, foram suportados pelos seus pais e a sociedade e com seu trabalho próprio, eventualmente se transformaram em elites que são úteis para o desenvolvimento do arquipélago. As histórias deles são muito impressionantes!

image

A China e Cabo Verde gozam da amizade sincera e são parceiros há longos anos. Como ambos enfrentam a mesma missão e desafios similares, que são explorar o caminho próprio de desenvolvimento, desenvolvimento da economia e aprimoramento da vida da população, a China e Cabo Verde são também parceiros na superação da pobreza. Os dois lados têm mantido trocas de experiências em relação às questões de governança, incluindo como se livrar da pobreza. Em setembro de 2019, a delegação do PCCh chefiada pelo Diretor Jiang Jinquan foi convidada a visitar Cabo Verde. Na sua estadia, a delegação encontrou-se com o Presidente e o Primeiro-Ministro do arquipélago, e manteve um diálogo aprofundado com os principais partidos políticos de Cabo Verde no que diz respeito à governação. Apresentei pessoalmente o livro “Acima e fora da Pobreza” do Presidente chinês Xi Jinping a alguns amigos cabo-verdianos. A cooperação prática entre a China e Cabo Verde foca-se na melhoria da vida do povo cabo-verdiano, o que significa um suporte eficaz para Cabo Verde na mitigação da pobreza. O projeto “Habitação Social” na ilha de São Vicente que foi financiado pelo governo chinês e inaugurado em 2019, cuja construção não foi afetada mesmo pela pandemia da Covid-19. Os engenheiros e técnicos chineses conseguiram vencer as dificuldades impostas pela pandemia e continuam a trabalhar conforme o planeado. As ações práticas representam o apoio da China à melhoria da subsistência do país. Não há muito tempo atrás, o Primeiro-Ministro Ulisses Correia e Silva visitou o projeto para se inteirar das obras e mostrar sua gratidão aos técnicos chineses.

Nos últimos anos, a Embaixada da China em Cabo Verde lançou uma extensa campanha de redução da pobreza às escolas primárias e secundárias em Cabo Verde, nomeadamente em Santiago e Fogo, permitindo-lhes a executar projectos de reabilitação dos edifícios escolares e melhoria das condições das instalações. A Embaixada também disponibilizou montantes ao Ministério da Educação do país, destinados aos projectos semelhantes das escolas locais. As empresas e comunidade chinesa também têm-se engajado a níveis diferentes no combate à pobreza do arquipélago, dando o seu contributo e estendendo mãos de ajuda aos vulneráveis. A amizade tradicional existentes dos respectivos povos se alimenta deste processo e torna-se cada vez mais profunda.

2021 é um ano importante para ganhar a vitória decisiva da causa do alívio da pobreza para o povo chinês, e marca igualmente o 100o aniversário da fundação do PCCh e o 45o aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas entre a China e Cabo Verde. O Primeiro-Ministro Ulisses Correia e Silva afirmou há poucos dias que o maior propósito do seu partido que sustenta o governo é erradicar a pobreza extrema e reduzir a pobreza absoluta. Estamos confiantes que os esforços conjuntos do povo chinês e do povo cabo-verdiano e os dos outros países africanos na luta contra a pobreza e melhoria da qualidade de vida, constituirão uma parte indispensável na construção da comunidade do futuro compartilhado China-África mais estreita e da parceria estratégica dos dois lados.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:DU XIAOCONG, EMBAIXADOR DA REPÚBLICA POPULAR DA CHINA EM CABO VERDE,31 mar 2021 15:35

Editado porExpresso das Ilhas  em  5 mai 2021 20:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.