China e Cabo Verde lutam contra a epidemia de mãos dadas para construir uma comunidade China-África de futuro compartilhado

PorDU XIAOCONG, EMBAIXADOR DA CHINA,28 ago 2020 12:46

A 27 de Julho do corrente ano, contribuí para o Expresso das Ilhas com um artigo intitulado "A amizade China-Cabo Verde fortalece-se com o passar do tempo e ajudamos um ao outro a superar as dificuldades atuais", no qual referi que 2020 é um ano extremamente singular.

A pandemia da Covid-19 está a atingir todo o mundo, e a humanidade enfrenta o desafio comum de lidar com grandes incidentes de saúde pública. Todos os povos pertencem a uma comunidade de futuro compartilhado.

A 19 de Março, a Ilha da Boa Vista confirmou o primeiro caso de Covid-19 no país, que era um turista europeu. Até 27 de Agosto, o arquipélago teve 3.699 casos confirmados, sendo 2.749 recuperados. O turismo internacional, embora tenha criado um grande número de postos de trabalho e gerado receitas consideráveis em divisas para Cabo Verde, coloca o país em risco no contexto da pandemia global. As paisagens, o ambiente de segurança, e posição única por entre os três continentes como hub de transporte marítimo, constituem condições favoráveis que favorecem a integração de Cabo Verde no circuito da economia internacional por um lado. Por outro trazem consigo riscos e desafios. Pode-se dizer que Cabo Verde, enquanto membro da comunidade internacional, partilha o mesmo destino com o mundo.

Logo após o surto da Covid-19, o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde manteve encontros comigo para discutir a cooperação entre os dois países. Naquela altura, o problema que mais preocupou o governo cabo-verdiano consistia na segurança de mais de 300 alunos cabo-verdianos que estudam na China. Defendendo o conceito "Uma Comunidade com Futuro Compartilhado para a Humanidade" na prevenção e controlo da pandemia, o governo chinês trata todos os estrangeiros de forma igual como cidadãos chineses, e fornece assistência às comunidades de vários países, incluindo a cabo-verdiana. Em contrapartida, estes apoiam as medidas de prevenção e controlo impostas pelo governo chinês e colaboram ativamente com as autoridades chinesas em meio à pandemia. Fiquei satisfeito ao ver que, desde o surgimento da pandemia da Covid-19 até há poucos dias, a China conseguiu basicamente conter a sua propagação, nenhum dos cidadãos cabo-verdianos residentes na China foi infectado com o novo coronavírus.

image

A 3 de Abril, chegou-me a notícia de que uma compatriota chinesa residente em São Vicente foi diagnosticada com pneumonia por Covid-19 e foi internada no hospital local. Mas com o tratamento da equipa médica cabo-verdiana, ela recuperou-se rapidamente. A 20 de Julho, outro compatriota chinês residente em São Nicolau foi detectado caso positivo assintomático. Após um período de isolamento e tratamento, felizmente ele foi testado negativo, indicando que também se recuperou. Por enquanto, nenhum dos mais de 2.000 cidadãos chineses residentes em Cabo Verde contraíram a doença. Os institutos de saúde cabo-verdianos disponibilizaram atempadamente exames e assistência médica aos chineses que necessitavam, o que aumentou a confiança da parte chinesa nas medidas antiepidémicas tomadas por Cabo Verde e permitiu-lhes trabalhar com maior determinação junto com o governo e povo cabo-verdiano enfrentamento a Covid-19!

image

Em Fevereiro do corrente ano, quando o coronavírus se propagou rapidamente pelo mundo e alguns países estavam ocupados repatriando suas comunidades de Cabo Verde, o médico de obstetrícia e ginecologia da Equipa Médica Chinesa em Cabo Verde, Dr. Xia, encontrava-se na viagem de volta à Cidade da Praia. Ele regressou à China para passar férias anuais, coincidindo com o surto da Covid-19 em Wuhan, China. O governo chinês emitiu uma ordem e mobilizou profissionais de saúde de todo o país para reforçar os recursos humanos da cidade. Isto é uma interpretação concreta da excelente tradição chinesa, como diz o ditado "Quando ocorre um desastre, a ajuda vem de todos os lugares", o que demonstra plenamente a forte capacidade de organização e mobilização do governo chinês. Milhares de profissionais de saúde correram corajosamente o risco de ir ao epicentro da epidemia do coronavírus na China, sendo carinhosamente chamados de "heróis em perigo" pelo povo chinês. A terra natal do Dr. Xia, a Província Sichuan, também enviou equipas médicas a Wuhan. E Dr. Xia, como membro da equipa médica chinesa em Cabo Verde, decidiu em primeiro tempo regressar e trabalhar com os seus colegas cabo-verdianos na frente de serviço aos doentes. Nos últimos meses, os oito membros da 18ª equipa médica chinesa nunca deixaram seus empregos no Hospital Agostinho Neto nem um dia! Embora vários funcionários e pacientes do Hospital tenham sido infectados e até alguns deles tenham falecido, os médicos chineses ficaram sempre ao lado dos seus colegas cabo-verdianos e cumprem fielmente os seus deveres para com os pacientes. Eles forneceram serviços de diagnóstico e tratamento a mais de 60 suspeitos e confirmados de Covid-19, incluindo 23 operações cirúrgicas, o que é mais uma história impressionante da cooperação na área da saúde entre os dois países!

image

A 20 de Julho, o Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva, visitou as obras do projeto de Habitação Social em São Vicente, financiado pelo governo chinês. Ele expressou apreço pelo progresso e qualidade da construção e apresentou agradecimentos aos funcionários chineses pela recuperação dos seus trabalhos nas condições difíceis em meio à pandemia. A 15 de Agosto, a Câmara e a Assembleia Municipal do Mindelo realizaram uma cerimónia de condecoração e entregaram certificado de honra ao mérito aos responsáveis da empresa chinesa Zhengtai que se encarregou da construção do complexo habitacional em São Vicente. Alguns amigos cabo-verdianos reconheceram-os no Facebook e prestaram-lhes gratidão e homenagem. Com a retomada das atividades económicas em Cabo Verde, vários projectos de ajuda e cooperação com o governo chinês voltam a ter avanços, inclusive o projecto do Novo Campus da Universidade de Cabo Verde executado pelo China Longxin Group, a segunda fase do projecto Cidade Segura levado a cabo pela Huawei, e os projectos de cooperação técnica, como o Palácio da Presidência, o Prédio do Governo, a Assembleia Nacional e o Estádio Nacional estão decorrendo de maneira ordenada. Após a transformação do Estádio Nacional em Hospital de Campanha em resposta à pandemia, os técnicos chineses têm prestado apoio para garantir o funcionamento do mesmo. Os projectos da cooperação China-Cabo Verde estão desempenhando seu papel devido no apoio à luta contra a pandemia em Cabo Verde. Até agora, nenhum das centenas de engenheiros e técnicos chineses retiram-se de Cabo Verde. Em vez disso, todos eles permanecem no seu posto e se dedicam à construção do país, fazendo tudo que puder para apoiar os esforços do governo e da sociedade cabo-verdiana na prevenção e controlo do coronavírus. A Associação das Empresas Chinesas em Cabo Verde também doou mais seis milhões de escudos ao governo cabo-verdiano para combater a epidemia. Todos esses são exemplos vívidos do compromisso do povo chinês e o povo cabo-verdiano à construção da Comunidade China-Cabo Verde com um futuro compartilhado.

image

O Presidente da China, Xi Jinping, destacou que o vírus não conhece fronteiras e a pandemia não faz distinção de raça. A humanidade é uma comunidade de destinos compartilhados. Só com a união e cooperação, a comunidade internacional pode vencer o coronavírus. A segurança da saúde pública é um desafio comum que a humanidade enfrenta e as grandes doenças contagiosas são inimigos de toda a humanidade. Todos os países precisam de trabalhar juntos e fortalecer a cooperação internacional de uma forma abrangente, com a finalidade de reunir uma forte sinergia para derrotar a pandemia. A China defende, desde o início, o conceito de uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade. O governo chinês trabalha sempre de forma aberta, transparente e responsável, compartilhando sem reservas as experiências de prevenção e tratamento do coronavírus com a OMS e a comunidade internacional, desenvolvendo ativamente a cooperação internacional anti-epidêmica para salvaguardar resolutamente a vida e a saúde do povo chinês. Ao mesmo tempo, guardamos sempre no coração que, quando encontramos a maior adversidade na prevenção e controlo da pandemia, os países africanos deram-nos apoio valioso. Estou muito preocupado com a situação atual da epidemia na África. A China já forneceu suprimentos médicos aos países africanos e organizou videoconferências de especialistas para trocar experiências. As empresas e instituições da sociedade civil da China também estenderam mão de ajuda aos países africanos. Tratam-se dos verdadeiros retratos da comunidade China-África com um futuro compartilhado.

image

Atualmente, a pandemia da Covid-19 continua a assolar o mundo. A China e a África precisam de mostrar solidariedade e fortalecer a cooperação mais do que nunca. Para além do combate à pandemia, a China e Cabo Verde enfrentam também a tarefa árdua de assegurar a estabilidade económica e sobrevivência do povo. Vamos promover o aprofundamento e a solidificação da cooperação mutuamente benéfica entre os nossos dois países, de modo que a amizade China-Cabo Verde se fortaleça com o tempo e seja passada de geração em geração, contribuindo assim para a construção de uma comunidade China-África de futuro compartilhado

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:DU XIAOCONG, EMBAIXADOR DA CHINA,28 ago 2020 12:46

Editado porSara Almeida  em  22 set 2020 23:20

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.