Lutar em Conjunto contra a Pandemia de Covid-19 para Aprofundar a Amizade Tradicional entre China e Cabo Verde

PorDu Xiaocong,18 jun 2020 16:26

Em 28 de maio, o Presidente da República Jorge Carlos Fonseca declarou que a partir do dia 29 de Maio, Cabo Verde terminaria o fim do estado de emergência nacional que tinha sido decretado devido ao surto da Covid-19 e o governo iria depois publicar medidas concretas do levantamento progressivo das restrições.

Trata-se da vitória importante na primeira fase da luta contra o coronavírus liderada pelo governo cabo-verdiano. Enquanto embaixador da China em Cabo Verde, passei cada momento difícil conjuntamente com o povo cabo-verdiano, durante os últimos meses para conter a disseminação da epidemia. Eu e meus colegas da Embaixada, gostaríamos de parabenizar sinceramente ao governo cabo-verdiano e ao seu povo pelos importantes avanços conseguidos no travamento da propagação do vírus em Cabo Verde.

image

A Pandemia de Covid-19 constitui uma rara crise global e também um desafio comum para toda a humanidade. A China, que foi o primeiro país a informar à comunidade internacional o surto do novo coronavírus e também o primeiro a enfrentá-la, realizamos uma mobilização nacional e iniciamos uma guerra popular contra a epidemia. Com esforços árduos e grandes sacrifícios, conseguimos reverter efetivamente a situação e acelerar agora a recuperação da industrialização e produção em todo o país. No entanto, nunca esqueceremos a ajuda e apoio valioso que a África nos dispensou quando estávamos no período mais complicado da prevenção e controle de epidemia. Mais de 50 líderes dos países e chefes de organizações internacionais e regionais africanos expressaram aos líderes chineses suas condolências e apoio em formas de carta, chamada telefónica ou declaração. Amigos africanos de todas as esferas também manifestaram de diversas maneiras o seu apoio à China. Alguns países africanos até doaram materiais antiepidêmicos valiosos para a China. Como estamos bem cientes da dificuldade da luta contra a pandemia da Covid-19, compartilhamos profundamente a dor que o povo africano está a sofrer atualmente. Portanto, embora enfrentemos ainda uma tarefa árdua para reduzir a propagação do vírus, mostramos o nosso apoio à África com nossas ações reais na luta contra o coronavírus, com a finalidade de ultrapassar juntos este momento tão duro. 

O presidente da China Xi Jinping, além de trocar sucessivamente opiniões com vários líderes dos países africanos acerca da prevenção e combate à Covid-19, aproveitou a Cúpula extraordinária dos líderes do G20 e a 73ª Assembléia Mundial da Saúde e entre muitas outras ocasiões para apelar à comunidade internacional no sentido de aumentar assistências à África. A China também forneceu dentro do seu alcance vários lotes de suprimentos médicos emergenciais aos países africanos e à União Africana, realizou videoconferências com países da África para trocar informações e experiências de prevenção e controle do vírus e enviou para alguns países africanos grupos de especialistas médicos. As equipes médicas chinesas residentes em 45 países do continente também estão a trabalhar para ajudar os trabalhos de contenção no local. Além de tudo, os governos locais, empresas e organizações da sociedade civil da China doaram ativamente materiais aos países africanos.

image

Na adversidade é que se conhecem bem os amigos verdadeiros. A amizade entre China e Cabo Verde também se evidencia plenamente agora na cooperação do combate à Covid-19. Num momento crítico da luta contra o vírus da China, Cabo Verde expressou repetidamente a sua solidariedade com a China, o que foi um gesto muito caloroso e estimulante para nós. O Presidente da República Jorge Carlos Fonseca, o Primeiro-Ministro Ulisses Correia e Silva e o Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades Luís Filipe Tavares trocaram respectivamente cartas com os seus homólogos, manifestando suas condolências e apoio na prevenção e controle do coronavírus. O Presidente da Assembleia Nacional Jorge Santos escreveu-me em 4 de abril para expressar apoio, no dia em que toda a China lamentou os mártires e compatriotas mortos na luta contra a pandemia.O Ministro de Estado, Ministro da Saúde, Vice-Presidente da Assembleia Nacional, líderes do MpD e PAICV entre outros políticos de alto nível de Cabo Verde, expressaram reiteradamente seu reconhecimento e elogio às medidas adoptadas e o espírito da cooperação internacional da China, e também mostraram a disponibilidade de reforçar a cooperação com a China para lutar juntos. O povo e as mídias sociais prestaram uma atenção simpática à China. Ao mesmo tempo, a China assume uma atitude de alta responsabilidade para controlar a exportação dos casos e faz todo o possível para garantir a saúde dos cidadãos cabo-verdianos na China em meio ao surto de coronavírus. A Embaixada da China em Cabo Verde mantém boa comunicação e colaboração com o Ministério dos Negócios Estrangeiros e o Ministério da Saúde de Cabo Verde, e instrui os cidadãos chineses que viajem a Cabo Verde para cumprir rigorosamente limitações e regras impostas pelo governo cabo-verdiano. Até ao momento, não surge nenhum caso confirmado proveniente da China. Cerca de 300 dos estudantes cabo-verdianos que estudam na China, incluindo 13 em Wuhan, recebem atendimento adequado pelas autoridades chinesas e nenhum contraiu o coronavírus.

image

image

image

Atualmente, a evolução da pandemia de Cabo Verde ainda está em sua fase de desenvolvimento. A China apoia firmemente os esforços do lado cabo-verdiana para travar a propagação do vírus e está a prestar ajuda através de vários meios. Em 20 de abril,um mês após o surto do coronavírus em Cabo Verde, o primeiro lote de suprimentos médicos de emergência contra a epidemia oferecido pelo governo chinês chegou e estamos a preparar os próximos. Até agora, as fundações Jack Ma e Alibaba já doaram dois lotes de equipamentos médicos e materiais de proteção individual ao arquipélago. Além disto, a nossa Embaixada também forneceu financiamento para apoiar o trabalho do governo cabo-verdiano. E as empresas chinesas e a comunidade chinesa não só vêm seguindo estreitamente regras de prevenção ao coronavírus locais, mas também apoiam os esforços do governo cabo-verdiano de maneiras possíveis para combater a situação epidêmica, transmitindo mensagem de amor ao povo das ilhas, durante o qual aconteceram muitas histórias emocionantes de solidariedade. O Vice-Primeiro-Ministro e Ministro das Finanças, Sr. Olavo Correia escreveu-me e disse, “Agradecemos sinceramente pelo vosso contínuo contributo a Cabo Verde ao longo dos anos para o desenvolvimento e construção de Cabo Verde que particularmente nesta fase de superação, é de inestimável valor”. E quando participei com o Ministro da Saúde, Sr. Arlindo do Rosário, da cerimônia da entrega dos materiais médicos doados pelo governo chinês a Cabo Verde para fazer face à pandemia, ele disse que o governo cabo-verdiano iria proteger a saúde e a segurança da comunidade chinesa da mesma forma como as autoridades chinesas tinham tratado os cidadãos cabo-verdianos. Fiquei muito comovido com essas palavras!

image

No momento crucial em que o coronavírus ainda está a propagar-se pelo mundo, o Presidente da China Xi Jinping, foi convidado a comparecer na videoconferência da abertura da 73ª Assembleia Mundial da Saúdea e proferir um discurso. Ele destacou que a solidariedade e cooperação são as armas mais poderosas para vencer a Covid-19 e ajudar os países em desenvolvimento, particularmente os africanos a aumentar a capacidade deve ser a prioridade do combate internacional ao coronavírus. Ele também anunciou cinco medidas para promover a cooperação global contra a Covid-19, como a China vai oferecer em dois anos 2 mil milhões de dólares americanos, estabelecer o mecanismo de cooperação para seus hospitais emparelharem-se com 30 hospitais africanos, disponibilizar a vacina chinesa como um bem público global assim que esteja desenvolvida, trabalhar com os outros membros do G20 para implementar a Iniciativa de Suspensão do Serviço da Dívida para os países mais pobres, etc., com o fim de apoiar a resposta à Covid-19 dos países afetados, sobretudo os em via de desenvolvimento.

A África é irmão da China. Os dois respiram ao mesmo ritmo e compartilham um destino comum. Perante a evolução rápida da pandemia de Covid-19, a China e África continuam a trabalhar juntos para superar o desafio. Como diz o ditado popular da China, “Quando os irmãos estiverem reunidos, as suas forças podem cortar pedaços de metal.” Continuaremos certamente a ficar ao lado de Cabo Verde entre outros irmãos africanos, para fortalecer a cooperação da prevenção e controle da epidemia e prestar ajuda dentro de nossa capacidade, a fim de salvaguardar absolutamente a saúde e segurança dos nossos povos e construir de mãos dadas uma mais estreita comunidade de futuro compartilhado China-África. Acredito que, com os esforços combinados da China e Cabo Verde, ganharemos sem dúvida a vitória final contra a Covid-19, e a amizade tradicional entre China e Cabo Verde passará a ser mais sólida e estável.

Embaixador da China em Cabo Verde, 

Du Xiaocong

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Du Xiaocong,18 jun 2020 16:26

Editado porSara Almeida  em  4 jul 2020 23:20

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.