Praia acolhe gala Voz da Liberdade

PorDulcina Mendes,3 jul 2019 11:20

O artista e activista social, Romeu di Lurdis, realiza na noite de quinta-feira, 4, na Praia, a primeira Gala Voz da Liberdade para assinalar o dia 5 de Julho, Dia da Independência Nacional.

Esta gala, que acontece no Auditório Nacional, vai juntar num único palco duas gerações da música cabo-verdiana, Bitori Nha Bibinha, Cremilda Medina e Romeu di Lurdis.

Além da música, o evento contará com performance de dança dos bailarinos Nuno Barreto e Luciene Cabral, exposição de pintura dos artistas plástico Tutu Sousa e Hélder Cardoso e uma homenagem ao ex-Presidente da República, Pedro Pires, e à cantora Nha Balila.

“A data é resumida à sessão solene, deposição de flores no memorial Amílcar Cabral, que são acções que devem continuar, mas reparei que há uma lacuna, então criei esta gala com objectivo de reforçar a consciência nacional através da música e das artes”, assegura Romeu di Lurdis.

Segundo o artista, durante a gala será leiloado um quadro, cuja receita reverterá a favor do ICCA. “Vamos realizar este leilão, porque a solidariedade tem que estar presente neste tipo de evento. Os artistas plásticos Hélder Cardoso e Tutu Sousa vão pintar os quadros com as pessoas que serão homenageadas e um quadro que será leiloado na gala”.

Neste sentido, o artista espera contar com a presença dos praienses e não só. “Acho que os cabo-verdianos devem marcar presença neste evento, para dar suporte aos artistas e para alimentar esta iniciativa que a nossa ambição é de realizá-la todos os anos”.

Romeu di Lurdis promete um evento com muita animação. “A minha expectativa é alta, sinto que este evento vai envolver muita emoção, valores das pessoas e liberdade que temos”.

A gala será também mais um momento de celebrar o disco “Amoransa”, lançado no ano passado.

Amoransa

Conforme o artista “Amoransa” tem-lhe trazido muitas experiências boas. “Depois de espectáculo em alguns palcos de Cabo Verde, estive em Rotterdam, Paris, Espanha e na República Checa”.

“Também vi que há muitos outros destinos a que ainda tenho que levar o meu trabalho. Sinto que estou num caminho certo, porque o meu objectivo está claro, quero fazer uma carreira na música de Cabo Verde”.

“Amoransa tem sido para mim um cartão-de-visita. Estou a circular com este disco, acho que ainda há muitos lugares que preciso levar este álbum, pois muitas pessoas ainda não o conhecem”, garante.

Concertos

Além desta gala, Romeu di Lurdis estará no Festival de música em Santa Cruz, no dia 19 de Julho, depois terá shows nos Mosteiros, ilha do Fogo e nos Picos, São Salvador do Mundo, em Santiago.

“2019 está a ser o ano de colheita e de continuar a semear. Acredito que 2020 será ainda melhor”, indica.

A partir de 2020, Romeu di Lurdis vai começar a gravar temas para o próximo álbum. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,3 jul 2019 11:20

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  16 jul 2019 17:19

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.