​Obras do CNAD com ligeiro atraso. Governo aumenta investimento

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,24 jul 2019 18:47

Visita às obras do CNAD
Visita às obras do CNAD(Rádio Morabeza)

As obras de reabilitação e ampliação do Centro Nacional de Arte, Artesanato e Design (CNAD), em São Vicente, estão atrasadas em cerca de dois meses. Em causa, uma “infiltração grave” detectada durante os trabalhos na cave, o que implica um aumento do custo da obra na ordem dos nove mil contos, anunciou o Governo.

Informação avançada na tarde desta quarta-feira pelo ministro da Cultura e das Industrias Criativas, Abraão Vicente, no término de uma visita às obras do CNAD.

“Nas obras na cave detectaram uma infiltração grave. Já se localizou o material necessário para fazer o trabalho, e amanhã farei o despacho. Haverá um aumento do custo da obra na ordem dos nove mil contos. Teremos que mobilizar essa verba, mas é uma obra que não pode parar. Portanto, dentro de semanas deverão começar a parte da cave e a parte da montagem do betão”, assegura.

As obras de reabilitação e ampliação do Centro Nacional de Arte, Artesanato e Design arrancaram em Fevereiro deste ano, com duração de 12 meses. Com o atraso, o Governo prevê que até Maio do próximo ano a infra-estrutura esteja pronta.

“Segundo os engenheiros trata-se de um atraso de dois meses, mas que pode ser facilmente compensado de acordo com o ritmo de execução da parte de betão. Em princípio não teremos o edifício pronto em Fevereiro, mas conto que até Maio, no máximo. Mas é muito difícil dar esses prazos. O pior seria se não tivéssemos orçamentado essas obras a mais. Portanto, não há perigo”, garante

Com o aumento do custo da obra, o orçamento do novo CNAD passa dos 58 mil contos inicialmente previstos para 67 mil contos. O projecto é financiado pelo Governo.

Com as novas obras e novas funcionalidades, o edifício antigo do CNAD passará a ser o espaço museológico Manuel Figueira. O mesmo local albergará um café e uma loja de artesanato. O pátio será multiusos. O novo edifício, formado por vários pisos, terá galerias e um centro de investigação.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,24 jul 2019 18:47

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  5 dez 2019 23:21

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.